O resultado do acabamento de uma obra é o detalhe que fará sempre a diferença. Em uma casa, ele acontece quando o processo de revestimento e pintura das paredes é realizado levando em conta que a perfeição é a soma do talento com a qualidade dos produtos utilizados. Para isso é fundamental atender a demanda das etapas, que constituem na aplicação da argamassa adequada para as aplicações na ordem certa, denominadas chapisco, emboço e reboco.

De forma simples, Filipe Cocont Coutinho, Consultor Técnico de Mercado da Votorantim Cimentos, explica sobre as etapas necessárias para um bom acabamento e indica os produtos adequados que darão a qualidade no conjunto de sua obra. Ao iniciar pelo chapisco que é a camada aplicada no revestimento e fica diretamente em contato com o tijolo. Seguido do emboço, segunda camada e o reboco que será sobreposta sobre o chapisco, tendo a função do nivelamento final da parede.

Chapisco      

Sendo a aplicação feita em elementos de concretos, pode-se utilizar diferentes soluções, como a Votomassa Chapisco Concreto da Votorantim Cimentos, com garantia de boa qualidade para toda a obra. O chapisco cria uma ponte de aderência entre as paredes e as camadas posteriores de argamassa.

Emboço

Deve ser aplicado somente depois de três dias do chapisco, sendo responsável por impedir a penetração de água e nivelar a superfície. Nesse caso, há necessidade de se utilizar taliscas para estabelecer a espessura da argamassa, que dependerá do quadro da parede.

Reboco

Garantia do aspecto final, deixa a estrutura pronta para o revestimento, atendendo a propriedade técnicas específicas. A partir daí, sim, será à hora de pensar realmente no acabamento final, verificando finalmente o estado da parede, que não deve ter sujeiras, nem trincas e resíduos.

Acabamento

A indicação é de massa corrida para nivelar o emboço e o reboco. Depois disso, conferir a secagem e aplicar em seguida um fundo selador e então a parede estará pronta para receber a tinta. Importante ter em mente que para assentar revestimentos cerâmicos, a superfície deve estar em perfeitas condições, sendo até possível o uso de vassoura para a limpeza certa. Também a espátula para remoção de partículas e a lavagem de água sob pressão em situações de grande impregnação.

Segundo o consultor, o ideal é contar 10% a mais de peças necessárias para cobrir a área, para evitar imprevistos. É importante ainda estabelecer a largura das juntas entre as peças – de 2, 5 ou até mesmo oito milímetros. “Para esse tipo de aplicação, recomendamos o uso da nossa argamassa colante, Votomassa Piso e Porcelanatos, ideal para assentamentos de revestimentos cerâmicos e porcelanatos em pisos e paredes”, ressalta Bruno. Aplique o rejunte, e em alguns casos a selagem, e finalmente sua obra estará pronta e com o perfeito acabamento.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA