logomarcadiariodegoias2017

A arrecadação federal somou R$ 115 bilhões no mês passado, um crescimento de 9,5% na comparação com o mesmo período de 2016 e o melhor desempenho para meses de novembro desde 2014.

No acumulado do ano, a alta nas receitas é de 0,13% em relação aos primeiros 11 meses do ano passado, sempre em termos reais (descontada a inflação do período).

As receitas que mais cresceram foram as com IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), com uma alta de 15,04% na comparação com o mesmo período do ano passado, PIS/Cofins, com crescimento de 14,08%, e imposto de importação, que subiu 13,4%.

Já a receita com IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) caíram 12,9%, assim como com Imposto de Renda Retido na Fonte, com queda de 8,82%.

Refis

A arrecadação com o novo Refis somou R$ 5,5 bilhões no mês passado.

Somada à receita de meses anteriores com o programa especial de parcelamentos, o total arrecadado com o programa até o mês passado foi de R$ 21,7 bilhões.

No entanto, não será esse o valor que ficará nos cofres públicos com o programa, já que as regras do Refis foram bastante mudadas pelo Congresso: a Receita já informou que espera uma arrecadação de R$ 7,5 bilhões com o programa em 2017.

O contribuinte que aderiu pelas regras antigas, mais desfavoráveis, compensará a diferença no pagamento das próximas parcelas. (Folhapress)

Leia mais:

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA