(Foto: Iano Andrade/Portal Brasil)
banco central foto iano andrade

As transações do Brasil com o exterior ficaram negativas em US$ 343 milhões no mês passado, o melhor resultado para outubro desde 2007, divulgou o Banco Central nesta quinta-feira (23). No acumulado do ano, as transações do Brasil com o exterior são deficitárias em US$ 3 bilhões, também o melhor resultado em dez anos.

O resultado do mês passado foi influenciado pelo desempenho da balança comercial, com as exportações superando as importações em US$ 4,9 bilhões.

No caso da balança de serviços, que foi impactada principalmente por viagens e aluguel de equipamentos, o deficit foi de US$ 2,7 bilhões.

Os brasileiros gastaram US$ 1,6 bilhão em viagens ao exterior no mês passado, um crescimento de 15% na comparação com outubro de 2016.

Na outra ponta, os estrangeiros gastaram US$ 463 milhões, o que determinou um resultado negativo de US$ 1,1 bilhão na balança de viagens.

Além disso, as despesas de empresas do Brasil com aluguem de equipamentos no exterior totalizou US$ 1,2 bilhão, o que também influenciou no deficit de serviços.

As remessas de lucros e dividendos ao exterior tiveram deficit de US$ 835 milhões no mês passado.

O investimento direto no Brasil somou US$ 8,2 bilhões em outubro -desse total, US$ 5,9 bilhões foram participação no capital e US$ 2,4 bilhões em operações intercompanhia.

O resultado veio pouco abaixo dos US$ 8,4 bilhões registrados no mesmo mês do ano passado.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA