Bill Gates foi ultrapassado pelo dono da Amazon (Foto: NBC)
jeff bezos amazon foto nbc

O patrimônio do americano Jeff Bezos, 53, aumentou US$ 10,3 bilhões na sexta-feira (27), depois da disparada das ações da Amazon (empresa que comanda), e ele voltou a ser o homem mais rico do mundo.

Segundo a revista "Forbes", o presidente-executivo da gigante do varejo agora tem uma fortuna de US$ 93,1 bilhões, ultrapassando com certa folga o segundo colocado: Bill Gates, dono de US$ 90 bilhões.

O crescimento do patrimônio de Bezos foi resultado do aumento de 13% nas ações da Amazon na sexta-feira.

Os investidores ficaram animados com as vendas da empresa no terceiro trimestre, quando cresceram 34%, somando US$ 43,7 bilhões.

O curioso é que Bezos chegou a ser o homem mais rico do mundo em julho, mas a liderança durou poucas horas. A explicação: as ações da Amazon caíram, depois que investidores ficaram desanimados com o lucro da empresa.

Na época, ele também foi ultrapassado por Gates.

O patrimônio de Bezos está principalmente em ações de sua companhia -ele mantém 17% do total.

O criador da Amazon também é dono do jornal "Washington Post" e da companhia Blue Origin, de exploração espacial.

Recentemente, a Amazon estreou a venda de eletrônicos em seu site no Brasil.

ANO DE REVIRAVOLTAS

A troca na liderança entre Gates e Bezos não foi a única neste ano.

Em agosto, o fundador da Microsoft foi ultrapassado pelo espanhol Amancio Ortega, criador da Zara.

A queda de Gates, na ocasião, aconteceu porque havia sido revelado que ele doou em junho 64 milhões de ações da Microsoft à Fundação Bill e Melinda Gates. Na ocasião, os papéis eram avaliados em US$ 4,6 bilhões.

Desde 1994, o casal Gates já doou cerca de US$ 35 bilhões em ações e dinheiro.

O brasileiro mais rico da lista da "Forbes" é Jorge Paulo Lemann, 78, com US$ 30,7 bilhões (24º no mundo), seguido por Joseph Safra, 78, com US$ 22 bilhões.

(FOLHA PRESS)

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA