Evento vai ocorrer no próximo sábado (Foto: Grupo Adir)
touros em oferta no leilao do grupo adir

Será realizado no próximo sábado (14), na Fazenda Barreiro Grande, em Nova Crixás, leilão que terá a oferta de 60 animais reprodutores Puro de Origem (PO) e POI (Animais de Origem Estrangeira), sendo 20 com perfil para coleta em centrais de inseminação artificial ou repasse da vacada inseminada, além de 1.000 cabeças de gado comercial para cria, recria e engorda, entre machos e fêmeas.

Trata-se de um importante leilão da pecuária brasileira, pelo pacote tecnológico voltado à seleção a pasto que oferece. A ação é organizada pelo Grupo Adir. Além da consistência genética resultante dos 57 anos de seleção na raça Nelore, outro diferencial dos reprodutores do remate é que eles são filhos de touros provados em abate técnico. Este é um trabalho pioneiro no Brasil, conduzido pelos criadores Adir do Carmo e Paulo Leonel, e que também leva em conta a avaliação in vivo dos animais para características de rendimento de carcaça e espessura de gordura subcutânea, indicadores importantes para a produção de carne no País.

“Os abates técnicos mostram aquilo que os animais realmente são no frigorífico, comprovando sua herança genética. O resultado é confirmado, não esperado. Todos os touros à disposição no leilão são filhos de reprodutores provados por meio deste conceito”, explica o senhor Adir do Carmo Leonel, presidente do Grupo. Criador tradicional da raça Nelore, iniciando a seleção em 1960, o senhor Adir manteve o plantel fechado nas linhagens puras importadas da Índia.

“Hoje, nossa preocupação é produzir um Nelore moderno, aquele capaz de ser produtivo, a baixo custo, mesmo sob condições adversas”, complementa o filho Paulo Leonel, também à frente do Grupo Adir. Em Nova Crixás (GO), o clima é quente e seco, a temperatura chega, facilmente, a 45ºC entre os meses de agosto e novembro. No último ano, a região ainda enfrentou oito meses de seca, sem presenciar uma gota d’água sequer.

A Fazenda Barreiro Grande é um verdadeiro teste de sobrevivência ao Nelore Adir, onde se veem animais fortes, saudáveis, ganhadores de peso e carcaça. “As vacas parem no pasto, em média aos 24 meses de idade, e toda a alimentação do rebanho se resume a capim e sal mineral. Nada mais”, conta Paulo. Segundo o diretor do Grupo Adir, Walter Celani, a seleção genética conduzida na propriedade, que também possui fazenda em Ribeirão Preto (SP), é realmente rigorosa.

Apesar da alta temperatura e a criação em sistema extensivo, os bezerros com genética ADIR desmamam com peso superior a 230kg, acima da média nacional, que está abaixo de 190kg. Os animais que necessitam de cuidados especiais para sobreviver são descartados. “Se não conseguem viver bem e a pasto são abatidos. O animal bravio também tem o mesmo destino, independente das qualidades que possuí”, resume o diretor. Quando submetidos ao regime de confinamento os ganhos tornam-se exponenciais.

Abate técnico de touros

Com fazendas em Ribeirão Preto (SP) e Nova Crixás (GO), dedicada à cria, recria e engorda, o Grupo Adir prova touros por meio de abates técnicos, projeto iniciado em outubro de 2014 e coordenado pela Unicamp, em Campinas (SP). “Comprovamos que os animais desejáveis necessitam ser férteis, adaptados, equilibrados, com aprumos perfeitos, linha dorsal plana e racial preservado, pois sem ele é impossível obter a padronização de carcaças tão cobiçada pelos frigoríficos”, explica Paulo Leonel.

O processo compreendeu o abate de dez filhos de cada touro (comprovados por exame de DNA), com idade entre 18 e 19 meses, criados e recriados a pasto e terminados em confinamento. O trabalho, único no Brasil, já comprovou Jiandut FIV (linhagem Golias), OPUS FIV do Brumado (linhagem Jeru), Naman FIV da 2L (linhagem Visual) e Palluk POI FIV da 2L (linhagem Golias). Os resultados são interessantes e mostram novilhos Nelore com peso médio de [email protected], rendimento de carcaça entre 57 e 59% e espessura de gordura subcutânea (EGS) de 4 a 6 mm.

Parcerias de peso

A iniciativa é coroada por avaliações de carcaça in vivo por ultrassonografia, que revelaram o touro Nelore número um em marmoreio: Quanupur da 2L, que deixou para trás nada menos que outros 500 mil animais. Os resultados apresentados chamaram a atenção dos dois maiores projetos pecuários do Brasil: a Fazenda Nova Piratininga, uma propriedade de 135 mil hectares em São Miguel do Araguaia (GO), e a Fazenda Conforto, em Nova Crixás, o maior confinamento do Brasil, com mais de 100 mil animais comercializados por ano.

Para a Piratininga, foram negociadas nada menos que 90 mil doses de sêmen. A Fazenda Conforto ficou com outras 35 mil doses e inaugurou um programa para compra de bezerros com genética exclusiva ADIR. O prêmio pode chegar a 20% sobre o indexador boi gordo CEPEA-GO a prazo. “No Grupo ADIR, não vendemos sêmen ou touros, disponibilizamos uma filosofia de produção sustentável”, conclui Paulo Leonel.

Com informações da assessoria do evento

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA