henrique meirelles

O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) disse nesta quinta-feira (14) que está "100% concentrado" em seu trabalho no ministério e em recuperar a economia brasileira, e que não pensa em uma possível candidatura neste momento.

Em evento do jornal "O Estado de S. Paulo", o ministro também alfinetou o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

"Eu fico muito feliz quando as pessoas recomendam que eu faça algo que eu já estou fazendo", disse Meirelles ao responder à declaração de Doria de que ele deveria se concentrar em seu trabalho no ministério e deixar a política para o futuro.

"A realidade é que sou hoje 100% do tempo concentrado na minha atividade como ministro da Fazenda", disse. "Nós estamos no meio de um processo agora importante depois de uma recessão enorme, a maior e mais longa recessão do Brasil. Nós estamos começando a crescer. E é muito importante o foco absoluto e total primeiro na recuperação da trajetória de crescimento e, segundo, na aprovação das reformas fundamentais no Congresso."

Meirelles também afirmou não ter recebido um convite formal para sair candidato a presidente pelo PSD no ano que vem. "Não houve um convite formal. O que houve foi uma manifestação de um grande número de parlamentares favoráveis a essa possibilidade, dizendo que achavam, na avaliação de cada um ali, que era algo que deveria ser considerado no futuro", disse. "Eu me senti honrado pelo reconhecimento do meu trabalho."

As declarações do ministro foram feitas um dia depois de o líder do PSD na Câmara dos Deputados, Marcos Montes, ter dito que Meirelles "sorriu" após receber o pedido da bancada para se candidatar à Presidência em 2018.

Mais tarde, o ministro usou seu perfil em uma rede social para negar ser pré-candidato à Presidência. (Folhapress)

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA