Integrante da comitiva que acompanha o governador Marconi Perillo na missão comercial ao Cone Sul, o presidente da Coming Indústria e Comércio de Couros LTDA, localizada no município de Trindade, Emílio Carlos Bittar, afirmou que a empresa começou a fazer exportações graças às missões comerciais empreendidas por Marconi.

“Comecei a exportar devido a essas missões. Tenho convicção de que foi por meio dessas missões importantíssimas que nossa empresa conseguiu negócios ao redor do mundo. As missões permitem a integração entre os países”, contou, durante os eventos da agenda de hoje do governador na Argentina, segundo país da missão comercial do governador de Goiás. A Comig comercializa couro para indústrias automotivas e de aviação executiva.

Emílio Bittar disse, ainda, que hoje a empresa mantém relações comerciais com diferentes países. “Somos privilegiados por ter um governo que dá importância ao setor industrial e produtivo e que, assim, consegue fazer integrações entre Goiás e tantos países por meio das missões comerciais. Se as empresas fossem buscar essas integrações individualmente, seria muito oneroso e difícil”, observou.

Atualmente, Goiás transaciona com mais de 160 países, resultado das missões comerciais. Dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SED) e de Gestão e Planejamento (Segplan) mostram que os investimentos estrangeiros confirmados no Estado ultrapassam os R$ 4 bilhões nos últimos 22 meses terminados em julho, com projeção de geração de 34 mil empregos diretos e indiretos ao longo dos próximos anos.

Entre os maiores investimentos estrangeiros anunciados para o Estado nos últimos meses estão as empresas Heineken, Caracal, Gerresheimer, Orico Gold, Anglo e Heinz. A instalação em Goiás de empresas como a Hyundai e Suzuki, e a ampliação da Mitsubishi, também são resultado das missões comerciais lideradas por Marconi.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA