logomarcadiariodegoias2017

terminal

A segurança é assunto importante em todo clássico entre Vila Nova e Goiás. Neste sábado (3), no segundo confronto entre os rivais em 2018 pelo Campeonato Goiano, não foi diferente. A Polícia Militar preparou uma grande estrutura de profissionais para evitar as conhecidas confusões entre torcidas organizadas que acontecem nos estádios e também nas imediações das praças esportivas.

Nas redes sociais, um vídeo em que viaturas da polícia entram em um corredor de ônibus após várias trocas de tiros, foi associado a uma briga entre torcedores rivais. Porém o comandante do Batalhão de Eventos, Major Araújo, descarta a ligação.

"Ficou confirmado que foi uma ação da guarda municipal, com serviço de inteligência em que o suspeito estava armado e houve uma troca de tiros. Esse vídeo não tem nada com torcida organizada. Não tem nenhuma morte. Na tarde de hoje em Goiânia houve duas tentativas de homicídios em Goiânia. Uma em um bar envolvendo familiares e a outra em outro local com pessoas com embriagadas. No Estádio não tivemos nenhuma briga entre torcedores, foi um jogo muito tranquilo",

Essa é a versão do Batalhão de Eventos, responsável pela segurança nos jogos de futebol. Já o posicionamento da Guarda Civil Metropolitana, através do comandante Valdison Batista é de que uma morte foi registrada no incidente no Terminal Praça A, em Campinas, e que envolveu torcedores colorados e esmeraldinos.

"O torcedor do Goiás foi baleado depois de atirar contra o ônibus. Ainda não podemos afirmar quem são as pessoas que atiraram, mas a Polícia Civil estará fazendo as devidas investigações para apurar o crime", disse o comandante em declaração concedida ao G1 (Portal Globo.com).

No vídeo, o torcedor que aparece caído na rua é Lucas Pereira Neves (24 anos). Ele foi baleado após atirar contra torcedores do Vila Nova que estavam em um ônibus que tinha como destino o centro da cidade. Lucas foi encaminhado ao Hugol, porém não resistiu e morreu.

Confira o vídeo

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH