logomarcadiariodegoias2017

Deborah era natural de Anápolis e vivia na Flórida. (Foto: Divulgação)
deborah eua

Deborah Lethicya faleceu no último sábado (20), durante o parto, que foi realizado no Bethesda Hospital East, em Boynton Beach. Apesar de ter uma gestação normal, a médica de Deborah detectou pressão alta com 37 semanas.

A equipe médica tentou realizar parto normal até que a gestante foi submetida a uma cesariana de emergência. A recém-nascida, Valentina, nasceu com saúde, mas a mãe ficou em coma e faleceu.

Com isso, as amigas de Deborah criaram uma campanha para ajudar a família com os trâmites necessários e acusam o hospital de negligência por ter demorado a realizar a cesariana. Segundo as amigas, do momento entre detectarem a pressão alta até o parto foram 20 horas.

Deborah era natural de Anápolis, interior de Goiás, e vivia em Coconut Creek, na Flórida. O pai de Valentina, Guilherme Brasil, não estava junto com Deborah, mas assumirá a filha.

“Deborah era uma jovem guerreira, que batalhava dia a dia, mesmo com todas as dificuldades que enfrentou nos últimos tempos. O sonho dela era ser mãe e, mesmo antes de engravidar, já dizia que ia ter uma menina. A bebê Valentina e seu papai Guilherme precisam muito de todos nós agora”, diz o texto da campanha do GoFundMe.

As informações são do portal Gazeta Brazilian News. Para ajudar, acesse www.gofundme.com/help-baby-valentina

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH