logomarcadiariodegoias2017

A massa de ar polar que atinge os Estados Unidos neste final de ano está provocando o cancelamento da festa de Réveillon em dezenas de cidades.

Nem o Texas escapou: em Fort Worth, um evento com música ao ar livre foi cancelado por causa da chance de chuva congelada e ventos de até 35 km/h.

As temperaturas devem atingir -30ºC em algumas cidades da Costa Leste, e a sensação térmica pode chegar a -40ºC. O frio é tão intenso que as águas das Cataratas do Niágara, na fronteira com o Canadá, congelaram.

Em Nova York, a tradicional festa na Times Square está confirmada, mas deve ser a segunda mais fria da história, com temperaturas de -12ºC.

"A única coisa que posso garantir é que esculturas de gelo não vão derreter pelos próximos três dias", brincou o prefeito de Boston, Martin Walsh.

A capital de Massachusetts, onde as temperaturas não passam de -11ºC neste domingo (31), cancelou um desfile ao ar livre, mas manteve os fogos de artifício à meia-noite -pelo menos, esse era o plano até o início da tarde.

Em St. Louis, no Missouri, as temperaturas "perigosamente baixas" de até -20ºC forçaram o fechamento da pista de patinação no gelo ainda na sexta-feira (29), bem como a festa da virada. Neste domingo (31), a programação do festival de inverno acabará mais cedo, às 21h.

"Eu prefiro ter a minha equipe trabalhando num possível congelamento do sistema de água do que erguendo uma bola à meia-noite", disse a prefeita de Orchard Park, Jo Ann Litwin Clinton, município que fica no Estado de Nova York e que também cancelou a festa de Réveillon.

Hipotermia

Algumas tradições se tornaram especialmente perigosas: no Estado de Maine, na divisa com o Canadá, o mergulho anual na praia de Old Orchard, que levanta fundos para a realização de um evento esportivo na cidade, foi cancelado pela primeira vez em 30 anos, em razão da preocupação com a saúde dos banhistas.

Já em Long Lake, que fica em meio a uma floresta boreal no Estado de Nova York, a tradição do "Mergulho Polar" no lago foi mantida -mas com a presença de paramédicos, que medirão a temperatura e pressão dos participantes, e de abrigos com aquecimento nas proximidades.

O frio intenso já provocou a morte de pelo menos duas pessoas nos últimos dias, nos Estados de North Dakota e Ohio. Uma das vítimas era um sem-teto que morreu congelado em um ponto de ônibus em Cincinnati, na última quarta (27). Outra, um homem encontrado morto em um barco à beira do rio Missouri.

A massa de ar polar deve permanecer no país ao longo de toda a semana, provocando o registro das temperaturas mais baixas nos últimos 70 anos. (Folhapress)

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA