logomarcadiariodegoias2017

Ao menos nove pessoas, entre eles oito cristãos copta e um policial, foram mortas após um homem armado abrir fogo contra uma igreja no sul do Cairo, informou o Ministério do Interior do Egito nesta sexta-feira (29).

O agressor ficou ferido e foi detido. O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do ataque, segundo a agência Amaq, ligada ao grupo extremista.

Uma versão anterior divulgada pelo Ministério da Saúde falava em dois homens armados e dez mortos, mas não houve explicação para a divergência dos dados.

Outras seis pessoas ficaram feridas no ataque contra a igreja copta de Mar Mina.

A minoria cristã no Egito tem sido alvo de militantes islâmicos em uma série de ataques que já deixaram mais de 100 mortos desde dezembro de 2016.

O país está em estado de emergência desde abril, quando ataques suicidas assumidos pelo EI atingiram duas igrejas coptas no Domingo de Ramos.

Um porta-voz da Igreja Ortodoxa Copta afirmou que o agressor primeiro realizou um ataque contra uma loja no mesmo bairro, Helwan, matando duas pessoas.

Depois dirigiu-se para a igreja. Ele tentou jogar explosivos no local, mas foi ferido antes.

O Ministério do Interior afirmou que as forças de segurança "haviam lidado imediatamente com o agressor e o haviam detido depois que foi ferido". "Medidas legais foram tomadas", afirmou ainda, sem dar detalhes. (Folhapress)

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH