(Imagem Satélite Google Maps)
mapa mesquita egito

A explosão de uma bomba seguida de um ataque a tiros contra uma mesquita no norte do Egito deixou pelo menos 235 mortos e mais de 125 feridos nesta sexta-feira (24), segundo a agência estatal Mena.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, o ataque aconteceu na mesquita de Al-Rawdah em Bir al-Abed, que fica a 70 quilômetros de El Arish, capital do Sinai egípcio e próxima da fronteira do país com Israel e com a Faixa de Gaza.

A imprensa local disse que bombas explodiram dentro da mesquita no fim das orações de sexta-feira. Enquanto as pessoas fugiam, homens armados que estavam em quatro veículos começaram a disparar contra a multidão.

Segundo o jornal americano "The New York Times", pelo menos um homem-bomba esteve envolvido no ataque.

A mesquita atacada é do sufismo, uma vertente mística do islamismo que não é aceita por grupos extremistas.

Ninguém ainda assumiu a autoria do ataque, mas nos últimos três anos a região é palco de confronto entre as forças de segurança do governo e militantes do Estado Islâmico, que miram especialmente cristãos na região.

O ataque acontece um dia antes após o Egito começar um período de testes com de três dias de uma abertura na passagem da fronteira com a Faixa de Gaza.

O presidente Abdel Fattah el-Sisi convocou uma reunião de emergência sobre o ataque e anunciou luto de três dias no país.

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA