atirador texas

Devin Patrick Kelley, o atirador de 26 anos que matou 26 pessoas em uma igreja na zona rural do Texas, foi expulso da Força Aérea dos EUA por agredir sua mulher e seu filho. Seus sogros eram frequentadores da igreja em Sutherland Springs, mas não estavam no local na hora do ataque, segundo autoridades locais.

Kelley foi perseguido por duas pessoas, uma das quais estava armada, após abrir fogo no culto dominical da Primeira Igreja Batista. Ele bateu o carro durante a fuga e se matou com um tiro, segundo o xerife do condado de Wilson, Joe Tackitt. "Sabemos que seus sogros vinham à igreja de tempos em tempos. Eles não estavam aqui [no domingo]", disse ele.

O ataque a tiros vem pouco mais de um mês depois de um atirador abrir fogo durante um show de música em Las Vegas, matando 58 pessoas, o maior ataque do tipo na história dos EUA. As 26 mortes no Texas tornam o atentado o quarto maior da história do país -no ataque à escola Sandy Hook, em 2012, também morreram 26 pessoas.

O governador do Texas, o republicano Greg Abbott, disse que há indícios de que Kelley tinha problemas de saúde mental e que seu pedido de uma permissão para portar armas no Estado havia sido negado.

"Está claro que era uma pessoa que tinha tendências violentas, que tinha dificuldades, alguém que era um barril de pólvora prestes a explodir", disse ele.

O atirador morava em uma área isolada em New Braunfels, a cerca de 56 km de Sutherland Springs. Kelley serviu na unidade de Logística da Base Aérea Holloman, no Estado do Novo México, de 2010 a 2014, segundo a Força Aérea.

Ele foi condenado por uma corte marcial em 2012 por agredir sua mulher e filho. Ele foi dispensado por má conduta, condenado a 12 meses de confinamento e teve sua patente reduzida.

Ataque

Kelley matou 23 pessoas dentro da igreja e duas do lado de fora. Há ainda outra vítima que foi atingida dentro da igreja e morreu quando era levada ao hospital. A idade das vítimas vai de 5 a 72 anos, segundo as autoridades.

Testemunhas afirmaram que o atirador entrou na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs por volta de 11h30 da manhã deste domingo (15h30 em Brasília). Segundo a polícia, o suspeito entrou na igreja armado com um rifle de assalto e vestido com roupas pretas.

Sutherland Springs, a 48 quilômetros de San Antonio, tinha cerca de 400 habitantes na época do Censo de 1990. Sites de imobiliárias locais estimam a população hoje em 643 pessoas. Um mapa da cidade mostra nove ruas e duas estradas que as cruzam.

A nova chacina reforça o debate sobre controle de armas nos EUA pouco mais de um mês após um atirador matar 58 pessoas e ferir mais de 500 em Las Vegas. Dia 1º, um homem matou três pessoas em uma loja no Colorado. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA