explosao metro russia

As autoridades de segurança da Rússia detiveram nesta segunda-feira (17) um novo suspeito relacionado ao atentado a bomba contra o metrô de São Petersburgo, que deixou ao menos 14 mortos há duas semanas.

O suspeito foi identificado como Abror Azimov, nascido em 1990 e originário da Ásia Central. Ele teria colaborado com o homem-bomba Akbarzhon Jalilov, nascido no Quirguistão e responsável pelo ataque no último dia 3.

Segundo a agência de notícias RIA, Azimov foi detido em Odintsovo, na região metropolitana de Moscou. Além de Azimov, ao menos oito outros suspeitos foram detidos nas últimas semanas em conexão com o atentado.

A Rússia trata a explosão no metrô -que coincidiu com uma visita do presidente Vladimir Putin a São Petersburgo- como um atentado terrorista.

Os países da Ásia Central, predominantemente muçulmanos e pobres, são considerados um terreno fértil para extremistas islâmicos. Acredita-se que milhares de cidadãos de países da região tenham se juntado às fileiras da organização terrorista Estado Islâmico, que controla territórios no Iraque e na Síria. (Folhapress)

Leia mais:

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA