Um atentado no Afeganistão matou cinco diplomatas dos Emirados Árabes Unidos (EAU), anunciou nesta quarta (11) o governo de Abu Dhabi.

Os diplomatas participavam nesta terça-feira (10) de jantar em salão cerimonial em Kandahar, no sul do Afeganistão, quando bombas colocadas sob um sofá explodiram, deixando ao menos 11 mortos e 18 feridos, segundo as autoridades locais.

O governador de Kandahar, Homayun Azizi, e o embaixador dos EAU no Afeganistão, Juma Mohammed Abdullah al-Kaabi, ficaram feridos no ataque.

O Taleban, grupo radical islâmico que mantém uma insurgência armada no país, negou a autoria da explosão. A facção reivindicou atentados anteriores na terça-feira que haviam deixado ao menos 38 mortos em Cabul.

Segundo as autoridades de Abu Dhabi, os embaixadores mortos participavam de projetos humanitários. O governo declarou luto por três dias.

"Nós não seremos desencorajados por atos terroristas desprezíveis orquestrados por forças do mal e das trevas", disse no Twitter o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Sheikh Mohammed bin Zayed Al Nahyan.

Folhapress

Leia mais:

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA