logomarcadiariodegoias2017

 

Marca registrada das administrações do governador Marconi Perillo, o Réveillon em Goiânia sempre proporciona ao povo curtir, de graça, uma festa muito atraente e recheada de atrações musicais. Este ano não será diferente. Artistas de vários estilos musicais irão se apresentar no palco instalado no estacionamento do Estádio Serra Dourada na noite do dia 31, durante a virada, e na madrugada do dia 1º de janeiro. Marconi aproveita a oportunidade para convidar toda a população para participara do show da vidada do ano.

A festa, que tradicionalmente leva dezenas de milhares de pessoas aos shows – este ano, estima-se entre 50 e 70 mil pessoas -, sempre exibe artistas que arrebanham multidões e animam a passagem de ano na capital goiana. Este ano, o governador e a presidente de Honra da OVG, Valéria Perillo, decidiram estender as apresentações musicais do Show de Natal até o dia 30, véspera da virada do ano.

A abertura dos portões será às 18h30. Às 20h, os primeiros artistas, Tayná Janaína e Brunno Moreno, sobem ao palco. Em seguida, vêm os goianienses Pádua e Fernando Perillo, além de TomChris, goiano de Anicuns. Depois deles, às 21h40, é a vez de Valéria Barros, a mineira que canta música sertaneja, que prepara o público para a entrada dos artistas nacionais.

Às 22h30, ocupa o palco a dupla Chitãozinho e Xororó. Já perto da hora da virada, às 23h50, Cuiabanno Lima, locutor de rodeio, narrador e apresentador, faz sua performance e a tradicional contagem regressiva para a entrada de 2018. A partir das 00h30, a banda Falamansa, com seu forró, anima e encerra a festa de Ano Novo.

Durante a virada, haverá a queima de fogos com 20 minutos de duração. Os explosivos serão instalados na laje do Estádio, bem em frente ao palco, em distância segura do público. Cascata e variados tipos de artifícios darão o colorido da noite. O palco onde os artistas se apresentam é tipo cruzeta, com 30 metros de frente cênica, 60 metros de comprimento e 25 metros de largura.

Investimento - O presidente da Goiás Turismo, Leandro Garcia, conta que o Réveillon é sempre uma excelente oportunidade para oferecer acesso à cultura, lazer e entretenimento a famílias goianas gratuitamente. E ainda trazer a Goiânia artistas renomados nacionalmente, que agradam a grande público.

Ele lembra que o investimento na festa de final de ano gera divisas importantes para o início do novo ano, já que a presença de pessoas do interior e de outros estados que viajam para assistir seus artistas preferidos, faz a economia girar. “A conta é simples, para cada R$ 1 aplicado, o turista gera R$ 2”, explica Leandro Garcia. Segundo ele, para ir à festa, as pessoas compram roupa e sapatos novos, vão ao salão de beleza, abastecem seus veículos, consomem comida e bebida no local, dentre outros gastos diretos ou indiretos da cadeia produtiva do turismo.

Segurança - Cerca de 400 homens devem fazer a segurança do local. Destes, 80 são particulares de empresas que prestam o serviço e os outros, policiais e bombeiros militares, que dão apoio à realização na parte de segurança e, se for preciso, socorro a alguma pessoa que necessite de cuidado especial. Como de costume, os militares pedem para reforçar o aviso de que é proibida a entrada com bebida.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

Reportagem Especial

TVDG

Novo vídeo do Diário de Goiás
Novo vídeo do Diário de Goiás
Leia mais no www.diariodegoias.com.br

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA