A Policia Civil do estado de Goiás terminou a apuração dos fatos ocorridos na abordagem que uma equipe da PM realizando uma blitz parou um carro com dois vereadores de Goiânia. Na abordagem ocorreu voz de prisão para o vereador Vinícius Cirqueira e teve grande repercussão.

No relatório final do caso o delegado Izaías de Araújo Pinheiro, se posicionou pelo não seguimento da acusação de resistência a prisão e com isso o arquivamento do procedimento aberto na delegacia.

“Ao analisarmos todo o contexto probante carreados para o bojo dos presentes autos, com a apresentação das imagens no momento da prisão, somos levados a concluir que o conduzido (vereador Vinícius) não praticou os crimes imputados” explica o delegado no relatório

Izaías de Araújo Pinheiro ainda determina que o resultado da investigação seja enviado para a policia militar uma vez que a ação do policia militar que prendeu o vereador gerou uma investigação sobre a conduta dele. Para o delegado os fatos identificados na investigação em tese configuram os crimes de injuria racial e abuso de autoridade por parte do PM.

O vereador, Vinícius Cirqueira, explicou a redação do Diário de Goiás que já esperava essa decisão “ Agora eu passo de réu para vitima, e o sargento de vitima para réu, agora é esperar a justiça. Eu quero sempre reintegrar mesmo que acredito na policia militar e não é a atitude desse sargento que vai manchar a coorporação (PM)”

O fato

Um bate boca terminou em caso de polícia na sexta-feira (10/11). Os vereadores de Goiânia, Romário Policarpo (PTC) e Vinícius Cirqueira (PROS) foram parar na Central de Flagrantes após uma discussão com um sargento da Polícia Militar. O fato ocorreu no final da manhã, em frente ao Cepal do Setor Sul. O caso está sendo apurado pela Polícia Civil.

As informações iniciais do caso são de que os parlamentares haviam saído de uma reunião no Paço Municipal, em que participaram o prefeito Iris Rezende, o senador Wilder Morais, entre outras autoridades. Entre os temas da reunião, a retomada das obras do corredor BRT Norte Sul. Após deixar a sede da prefeitura, os vereadores passavam pelas proximidades do Cepal do Setor Sul. No local estava uma blitz do Batalhão de Trânsito da PMGO.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA