marconi perillo palestina“Temos um governador que, quando a crise está mais arrochada, ele se coloca de pé para enfrentar e não recuar. É fácil dizer que deixou de fazer. Mas esse jovem dinâmico – e Palestina de Goiás é testemunha disso – diante da maior crise, ele vem com esse programa que, com certeza, será copiado por outros estados”, afirmou o prefeito interino João Batista de Souza (PSD), ao fazer referência aos programas sociais como a Renda Cidadã, Bolsa Universitária, Cheque Moradia, entre outros iniciados por Marconi e que inspiraram outros governos estaduais e também o governo federal.

O município de Palestina de Goiás (distante 280 quilômetros de Goiânia) recebeu hoje a caravana do Programa Goiás na Frente. O governador Marconi Perillo chegou ao município no fim da manhã e foi recebido de maneira calorosa pelos palestinenses. Antes mesmo de adentrar na quadra de esportes da Escola Municipal Maria Izabel de Figueiredo, local da reunião, Marconi ouviu demandas dos populares, conversou e posou para fotos.

O prefeito João Batista assinou convênio com Marconi no valor de R$ 1 milhão. Os recursos, oriundos do Goiás na Frente, serão repassados pelo governo de Goiás à prefeitura para que sejam feitas obras recapeamento das ruas da cidade que necessitam de manutenção. “Vamos recapear toda nossa cidade com lama asfáltica quente”, revelou o prefeito, que comentou sobre a dificuldade em administrar em tempo de crise econômica. “Assim como o senhor, Marconi, não estamos nos curvando diante da crise, arrumando desculpas. Estamos trabalhando, estamos lutando”, ressaltou.

Também presente na reunião, o prefeito eleito, Valdivino Rodrigues (PSDB), que não tomou posse em janeiro último por questões jurídicas, corroborou as palavras do interino, João Batista, sobre a capacidade de gestão do governador frente às dificuldades. “Acreditamos que o senhor continuará por muito tempo no cenário político, porque busca renovar a cada momento. O momento é de crise, de muita dificuldade, mas o senhor sempre sai na frente”, discursou parafraseando o nome do programa Goiás na Frente.

Representante de Palestina na Assembleia Legislativa, o deputado Henrique Cesar afirmou estar diante do “maior programa de investimentos do Brasil, o Goiás na Frente”. De acordo com o parlamentar, enquanto o Brasil enfrenta uma grave crise “econômica, moral e política”, o governador Marconi Perillo atende a todos os municípios, com os recursos do Goiás na Frente. “Marconi não olha o partido, se é PMDB, PSDB, se é da base aliada. Na minha cidade, Ouvidor, governada por um prefeito do PMDB, ele firmou convênio para repassar R$ 1 milhão para a prefeitura”, lembrou.

Ao final da solenidade, Marconi foi perguntado, em entrevista coletiva, sobre os motivos pelos quais Goiás ocupa hoje posição de destaque em relação a outros entes da federação. Foi categórico. “Porque o governo do Estado tem feito o seu dever de casa. Goiás tem uma posição de vanguarda, em relação aos outros estados. Foi o terceiro que mais gerou empregos este ano; é um Estado que cresce acima da média, na indústria, no PIB, nos empregos, e principalmente nas obras e nas parcerias”, explicou.

Também participaram da reunião o secretário de Estado Sérgio Cardoso (Articulação Política), Luiz Stival (presidente da Agehab), e os prefeitos dos municípios de Iporá, Caiapônia, Piranhas, Ivolândia e Israelândia.

História - Palestina de Goiás que quase foi nominada ‘Jerusalém’, por conta de um plebiscito, nasceu de um povoado iniciado por presbiterianos. Faz parte de um pequeno grupo de cidades (apenas Palestina e Cristianópolis) a possuir maioria cristã protestante, de acordo com senso do IBGE de 2010. O jovem município do Oeste do Estado foi distrito de Caiapônia de 1968 a 1987. Possui pouco mais de 3 mil habitantes e completa 30 anos de emancipação política em dezembro deste ano.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA