img 1957As articulações em torno da escolha de Marconi Perillo para a presidência do diretório nacional do PSDB avançaram e o governador de Goiás deve assumir o posto, afirmou a jornalista Cristiana Lôbo na edição deste fim de semana do programa Fatos e Versões, da GloboNews. "O governador Marconi Perillo passou por Brasília essa semana, fez almoços, jantares, candidato a presidente do PSDB. Deve ser ele o escolhido", disse Cristiana, apresentadora do Fatos e Versões e comentarista de política do canal de notícias.

A movimentação do PSDB em torno de Marconi foi mencionada no Fatos e Versões como parte da análise, feita por Cristiana e pelos jornalistas convidados para a edição, das articulações internas no partido para a definição do candidato tucano à Presidência da República em 2018. O jornalista Luiz Carlos Azêdo, do Correio Braziliense, falou da atuação do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para se viabilizar candidato.

"Alckmin deixou claro para aliados que não abre mão de ser candidato", disse Azêdo. "Por falar em PSDB, o governador Marconi Perillo passou por Brasília essa semana, fez almoços, jantares, candidato a presidente do PSDB. Deve ser ele o escolhido, vai depender dessa articulação com Alckmin ou com que vir a ser candidato a presidente", completou Cristiana Lobo. Na segunda-feira, o governador foi convidado pelo então presidente em exercício da República, Rodrigo Maia (DEM-RJ) para um jantar na residência oficial do democrata.

A imprensa nacional vem dedicando ampla cobertura à movimentação interna no PSDB, com o apoio aberto de Alckmin e do prefeito de São Paulo, João Doria, para que Marconi presida o diretório nacional tucano a partir de janeiro do ano que vem. Em intensa agenda administrativa para entregar obras e benefícios, com destaque para o programa Goiás na Frente, Marconi tem dito que seria uma honra comandar o partido, mas que quer dedicar o restante do ano de 2017 exclusivamente ao Governo de Goiás.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA