No mês em que se comemora o Dia Mundial de Combate ao Diabetes, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), preparou uma série de atividades de prevenção à doença. Até o próximo dia 30 de novembro, 15 unidades de saúde vão realizar palestras, reuniões, dinâmicas de grupo e oficinas de culinária. O objetivo das ações é alertar sobre os fatores de risco de doenças crônicas não transmissíveis que podem ser modificados pela população, como o tabagismo, o sedentarismo, consumo excessivo de bebida alcoólica e alimentação inadequada.

Nesta terça-feira, 14, as atividades serão realizadas no Centro de Referência em Atenção à Saúde da Pessoa Idosa (CRASPI), localizado no Setor Cidade Jardim, e no Centro de Saúde da Família (CSF) Ville de France. Na próxima quinta-feira, 16, os grupos de Idosos e Vigilantes do Peso do CSF Vila Pedroso vão prestigiar a palestra 'Qualidade de vida e prevenção da Diabetes'.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), mais de 14 milhões de brasileiros têm diabetes. Por isso, segundo a gerente de Doenças e Agravos Crônicos Não Transmissíveis (GDACNT), Daniela Braga, a doença é um desafio para o sistema de saúde. 'Diante desse fato, atividades como as que estão sendo realizadas neste mês são importantes para combater a doença. A intenção da SMS é promover a prática de hábitos saudáveis, pois é a melhor maneira de prevenir e também, na maioria dos casos, de tratar a doença', afirma.

Para realizar o teste de glicemia - exame que avalia a quantidade de açúcar no sangue - a população pode procurar a unidade de saúde de seu bairro. Em Goiânia, os portadores de diabetes possuem uma rede de atenção com profissionais para atender suas necessidades. O tratamento é feito com medicamentos associados à dieta, atividades físicas e controle do peso.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA