Estádio Leônidas Sodré de Castro, Curuzu (Foto: reprodução/internet)
papao
Diante de realidades diferentes, Vila Nova e Paysandu se enfrentam nesta sexta-feira (03), às 21h30 (de Brasília), em Belém. A partida será realizada no estádio da Curuzu, que tem capacidade para 16.200 torcedores e, pelo que tudo indica, estará lotado para mais esta decisão do Brasileiro série B. A diretoria do Paysandu disponibilizou os ingressos para o confronto nos valores de R$20 e R$40.

No jogo dos opostos, de um lado, o Vila Nova lutando para voltar ao G-4. Uma vitória coloca o Vila a dois pontos do grupo dos quatro melhores colocados do campeonato, e mantém vivo o objetivo de acesso para a elite do futebol brasileiro.

Do outro lado, o Paysandu, que tem apenas cinco pontos de vantagem sobre o Luverdense, equipe que abre a zona de rebaixamento. Faltando seis rodadas para o fim do campeonato, uma derrota, em casa, pode definir o destino da equipe bicolor para a sequência da temporada.

Diante disso, de olho na volta para o G-4, na tarde desta quinta-feira (02), o técnico Hemerson Maria comandou, em Belém, o último trabalho de preparação do Vila Nova, e deu mostras de que poderá realizar até seis mudanças na equipe para o confronto contra o Paysandu.

A atividade aconteceu no CEJU – Centro Esportivo da Juventude –, que pertence a Federação Paraense de Futebol, e fica anexo ao estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão.

Três das seis mudanças já eram previstas. O zagueiro Alemão retorna de suspensão e completa a dupla de zaga ao lado de Wesley Matos. Os laterais Gastón Filgueira e Maguinho cumprem suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e dão lugar a Mateus Muller e Anderson Luís, compondo as alas esquerda e direita respectivamente.

O meio campo e o ataque também podem sofrer alterações. Hemerson Maria testou o volante Vagner no lugar de Alípio, com a intenção de reforçar a marcação no meio campo, dando mais liberdade para Alan Mineiro fazer a criação de jogadas. Os atacantes Wallyson e Moisés foram experimentados nos lugares de Lourency e Mateus Anderson, titulares na derrota por 1 a 0 para o Paraná.

No Paysandu, o técnico Marquinhos Santos já sabe que não poderá contar com Marcão, velho conhecido do torcedor goiano. O atacante, que já defendeu Atlético-GO e Goiás, foi diagnosticado com um quadro viral e desfalca a equipe paraense. Em contra partida, Bergson, artilheiro do Paysandu na temporada, recuperado de lesão, fica à disposição, e deve ser o titular no comanto do ataque.

Outro jogador que também retorna à equipe é o goleiro Emerson. O defensor cumpriu suspensão na última rodada devido ao terceiro cartão amarelo. O volante Rodrigo Andrade segue à disposição do departamento médico em razão de uma lesão na panturrilha.

A equipe comandada pelo técnico Hemerson Maria teve tempo de sobra para se preparar para mais este jogo decisivo. Foram nove dias de preparação desde a última vez em que esteve em campo. No Paysandu, os jogadores estão concentrados desde quarta-feira (01), onde os relacionados foram deslocados para o hotel do clube, que fica dentro das dependências do Estádio da Curuzu.

Conquistando o resultado positivo diante do Paysandu, o Vila Nova, já na 34ª rodada, poderá retornar ao G-4, caso vença o Santa Cruz, em casa e, Paraná, quarto colocado com 56 pontos, e o Oeste, quinto, com 55, tropecem diante de Brasil de Pelotas e Figueirense, respectivamente.

FICHA TÉCNICA

33ª rodada do Campeonato Brasileiro da série B

PAYSANDU X VILA NOVA

Data: 03/11/2017
Local: Curuzu, em Belém
Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Paulo H. Schleich Vollkopf (MS)

Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)

Paysandu: Emerson; Ayrton, Perema, Diego Ivo e Guilherme Santos; Nando Carandina, Renato Augusto e Fábio Matos; Juninho, Caion e Bergson. Técnico: Marquinhos Santos. 

Vila Nova: Luis Carlos; Anderson Luís, Wesley Matos, Alemão e Mateus Müller; PH, Geovane, Alípio (Fagner) e Alan Mineiro; Mateus Anderson (Moisés) e Lourency (Wallyson). Técnico: Hemerson Maria 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA