Mateus Muller entra na vaga de Gastón (Foto: Douglas Monteiro VNFC)
mateus

As últimas rodadas da série B do Campeonato Brasileiro foram indigestas para o Vila Nova. Nos últimos três confrontos disputados no Serra Dourada, a equipe comandada pelo técnico Hemerson Maria conquistou apenas três pontos.

Na obrigação de cumprir o dever de casa, os empates com Brasil-RS, Goiás e Oeste-SP impediram que o Vila Nova estivesse hoje na 3ª colocação com 57 pontos. Não bastasse os tropeços em casa, a equipe de Hemerson Maria viu, na última rodada, os resultados dos concorrentes diretos diminuírem as expectativas vilanovenses pelo acesso.

Porém, o que se vê entre os jogadores, é a confiança em uma sequência de vitórias nos seis jogos que ainda restam. No entanto, o máximo que o Vila conseguiu, até agora, foi vencer duas partidas seguidas, e para o lateral esquerdo Mateus Muller, é seguir os passos das equipes que estão na parte de cima da tabela.

“A gente tem jogos para poder fazer isso (buscar sequência de vitórias). Os times que estão acima conseguiram essa sequência de jogos e vitórias. O que a gente tem em mente aqui, o grupo tá fechado nisso, que a gente tem seis jogos para fazer os melhores jogos da nossa vida, e a gente vai fazer o nosso melhor. Se for da vontade de Deus da gente sair do campeonato e ter conseguido o acesso vai ser, mas a gente vai dar o nosso melhor”, disse Mateus Muller.

Diante das circunstâncias em campo, como ausência de resultados positivos em casa, e o baixo rendimento nos últimos seis jogos, nesta reta final de campeonato, Mateus Muller discorda que a equipe esteja sendo vitima de um momento de irregularidade.

“Acho que a gente continua regular. A gente não vem tomando gols, porém, deixou de fazer os gols que vinha fazendo quando estava no G-4. Por isso que eu acho que deu essa caída. Mas o time continua regular. Não tem tanta oscilação. O que deixou de acontecer foram os gols. E isso a gente tá trabalhando cada dia mais forte com o Hemerson (técnico / Vila Nova) aí, para poder melhorar. Tenho certeza que nessas partidas agora a gente vai conseguir fazer os pontos necessários”, disse o lateral esquerdo do Vila.

Além do Paysandu, na próxima rodada, o Vila terá de vencer o cenário adverso que se encontra na tabela de classificação, para voltar a sonhar com o G-4. Cinco pontos separam o Vila Nova do Paraná, 4º colocado, primeira equipe dentro da zona de acesso.

O time do técnico Hemerson Maria ainda terá pela frente jogos contra Santa Cruz, Figueirense e Londrina, no Serra Dourada e, subsequente ao confronto contra o Paysandu, Internacional-RS e Náutico-PE, fora de casa. 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA