Fred se tornou o 4º maior artilheiro do Brasileiro (Foto: Bruno Cantini/CAM)
fredom
Atlético-GO e Atlético Mineiro protagonizaram, nesta quinta-feira (09), no estádio Independência, um confronto de tirar o fôlego, onde, a todo instante, de maneira franca e aberta, as duas equipes, incessantemente, buscaram o gol para alimentar seus objetivos na competição.

O Atlético goianiense, lanterna do Campeonato, mais organizado em campo, iniciou a partida acreditando no milagre da permanência na Série A. Os donos da casa, no meio da tabela, com possibilidade mínima de queda, e buscando vaga na Libertadores, foi a campo com a obrigação de fazer o dever de casa.

Sem tomar conhecimento do adversário, da torcida e do Horto, o Atlético-GO, aos cinco minutos de jogo, deu o seu recado. Depois de jogada envolvente pela direita, Jorginho recebeu na grande área e cruzou para Diego Rosa desviar de cabeça para o fundo do gol. Atlético-GO 1 a 0.

O Atlético-MG respondeu aos oito minutos. Fábio Santos tabelou com Fred e saiu frente a frente com o goleiro Kléver, que fez ótima defesa impedindo o empate.

No lance seguinte, após cruzamento na área, o árbitro Rodolpho Toski viu pênalti do zagueiro Gilvan em cima do atacante Fred. O zagueiro do Atlético-GO recebeu um dos sete cartões amarelos distribuídos na primeira etapa. Na cobrança, Fábio Santos bateu no canto esquerdo, enquanto Kléver foi para o direito. Tudo igual, no Independência, em 1 a 1.

Não se abalando com o empate, o Atlético-GO continuou à vontade em campo. Falta perigosa na entrada da área e Andrigo foi para a bola. Depois de explodir na barreira, o atacante do Atlético-GO não desperdiçou o rebote. Soltou um petardo que entrou no canto esquerdo do goleiro Victor. Atlético-GO 2 a 1.

No último lance perigoso da primeira etapa, Breno Lopes cobrou falta pela esquerda. A bola sobrou com Luiz Fernando, que bateu de fora da área. O zagueiro Willian Alves ficou com a sobra e, de frente para o gol, bateu raspando a trave esquerda do goleiro Victor.

No intervalo do primeiro para o segundo tempo, substituição no Atlético-MG. Luan entrou no lugar do venezuelano Cazáres. Em sua primeira oportunidade, depois da cobrança de lateral na grande área, o atacante de 1,70m subiu em meio a zaga rubro-negra para de cabeça empatar novamente: 2 a 2.

Os donos da casa, ao contrário de como foram os primeiros 45 minutos, começou a etapa final dominando as ações. O Atlético-MG era todo pressão.

Não demorou muito, veio a virada do Galo. Fred recebeu bola pela direita e, da entrada da área, bateu forte na direção do gol. A bola desviou na marcação e encobriu o goleiro Kléver. Atlético-MG 3 a 2.

Com o gol, Fred alcançou a marca de 136 tentos em campeonatos brasileiros, superando Zico com 135, e se tornando o quarto maior artilheiro da competição, ficando atrás de Roberto Dinamite com 190, Romário com 155, e Edmundo com 153 gols.

Fred, que este ano chegou a ficar 12 partidas sem marcar, converteu seu 27º gol na temporada, o nono no brasileiro, o segundo com o pé, já que os outros sete foram assinalados de cabeça.

Depois que passou a frente no placar, o Atlético-MG diminuiu o ritmo, mas sem perder o controle da partida. Com dificuldades para chegar ao ataque, o Dragão pouco fez no segundo tempo. Sem maiores emoções até o apito final, assim terminou a partida entre os Atléticos: 3 a 2 para os donos da casa.

O resultado levou o campeão da Série B de 2016 para mais perto de confirmar sua participação na competição do ano que vem. O Atlético-GO permanece na lanterna do Campeonato e, a 11 pontos do Vitória-BA, primeira equipe fora do Z-4, está virtualmente rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Os comandados do técnico João Paulo Sanches voltam a campo no próximo domingo (12), para enfrentar o Sport-PE, às 17h, no estádio Serra Dourada.

O Atlético-MG chega a 45 pontos e pula para a 10ª posição na tabela de classificação. No domingo (12), a equipe comandada pelo técnico Oswaldo de Oliveira vai a Salvador para visitar o Bahia na Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA

Brasileiro Série A – 33ª rodada

ATLÉTICO-MG 3X2 ATLÉTICO-GO

Público: 8.204 torcedores

Renda: R$ 110.055,00

 Data: 09/11/2017

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte

Horário: 20h (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa- PR)

Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa - PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Cartões amarelos: Jonathan*, Gilvan, Luiz Fernando*, Diego Rosa e Paulinho (ATL-GO); Marcos Rocha, Adilson, Leonardo Silva, Cazáres, Robinho e Fred (ATL-MG)

Gols: Diego Rosa (ATL-GO 5-1T), Andrigo (ATL-GO 26-1T); Fábio Santos (ATL-MG 17-1T), Luan (ATL-MG 5-2T), Fred (ATL-MG 20-2T)

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adilson (Yago), Elias, Robinho, Cazáres (Luan) e Valdívia (Gustavo Blanco); Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Atlético-GO: Kléver; Jonathan, Willian Alves, Gilvan e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor Henrique (Pedro Henrique), Andrigo (Paulinho), Luiz Fernando e Jorginho; Diego Rosa (Niltinho). Técnico: João Paulo Sanches 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA