Walter - Atlético Clube Goianiense. (Foto: Paulo Marcos)
goiania walter

Walter sempre disse que gosta muito de Goiânia e que sempre esteve muito a vontade na cidade que sempre o acolheu. Porém o atacante atleticano disse não estar vivendo um bom momento com a capital goiana e por isso descarta uma permanência no Dragão para próxima temporada.

Durante a entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (23), Walter foi questionado sobre a possibilidade de uma renovação com o Atlético Clube Goianiense e foi bem claro a respeito da sua intenção.

"Sou muito sincero no que falo. Eu queria muito ficar aqui e poderia até baixar meu salário. Só que não aguento mais Goiânia, eu tenho que sair um pouco de Goiânia um pouco. Se não eu falaria com o Adson porque salário não é muito importante pra mim, o que importa é eu estar bem em um lugar. Por isso quero dar um tempo de Goiânia e nesse momento nenhuma chance de ficar".

O desgaste por conta da sua saída do Goiás Esporte Clube foi um dos motivos que levaram Walter a tomar a decisão de ir embora. "Tudo que aconteceu no Goiás e depois minha vinda para cá. Preciso dar um tempo de Goiânia. Tenho um respeito muito grande com a torcida esmeraldina com o Sr Haile e o presidente também. Tenho um carinho grande, mas tem umas coisas de torcedores. Uns são gratos e outros nem preciso falar. É uma coisa minha. Quem sabe um dia eu posso voltar".

Vila Nova

Walter também foi perguntado sobre a possibilidade de defender o Vila Nova que está em busca do acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. Durante a negociação com o Dragão o atacante foi procurado por Ecival Martins. "Eu antes de vir para o Atlético o presidente do Vila abriu as portas do clube para mim. Tenho até que agradecer a ele que me disse que o que fizeram comigo era covardia, pelo fato de eu ter feito tanto por eles (Goiás). Só que antes eu tinha já uma conversa com o Adson e se o Vila tivesse vindo antes".

Corinthians

No sábado (26), o Atlético enfrenta as 19 horas, em São Paulo, o líder Corinthians em confronto pela 22ª Rodada do Brasileirão. Um jogo segundo Walter em que o rubro negro terá que ter atenção e jogar pela chamada "uma bola": 

"Sabemos que é um jogo difícil contra eles que são líderes do campeonato. É um jogo que todos os jogadores querem jogare
que todo mundo está vendo. Será complicado e precisamos estar bem concentrados. É uma partida que certamente vamos ficar
muito na defesa e o time deles vão querer atacar o tempo todo por causa da última derrota".

 

 

 

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA