Walter vestiu a camisa do Atlético. (Foto: Assessoria ACG)
camisa do walter number
Com status de principal contratação da história do Atlético Clube Goianiense o atacante Walter esteve no CT do Dragão nesta terça-feira (14), e vestiu pela primeira vez a camisa rubro negra. O jogador que vem realizando os exames médicos vai assinar contrato até o final da temporada.

Walter concedeu entrevista ao jornalista Felipe Furtado, da TV Dragão, e afirmou ter a intenção de ficar um bom tempo no Atlético. Elogios ao clube e a maneira como foi recepcionado também estiveram no primeiro contato do atleta com a imprensa após virar a casaca e trocar o Goiás pelo rival.

“Estou muito feliz e tenho que agradecer a todos do Atlético onde fui muito bem tratado. Tenho certeza que vou fazer um ano muito bom aqui e quem sabe ficar aqui um dois, três anos”.

Nova casa

Walter afirmou que o crescimento rubro negro e a estrutura do clube fizeram com que ele optasse por aceitar o convite do diretor de futebol, Adson Batista.

“A estrutura que o Atlético tem e está crescendo cada vez mais. É um time da Série A e que vem crescendo bastante. Procurei um time que me ligou e me querendo de verdade. Teve outros, mas falei que iria para o Atlético porque estava muito feliz com o convite. O mais importante é que estou alegre e podem ter certeza que a coisas vão sair certas”.

Só no Brasileirão

Sem poder atuar no Campeonato Goiano e Copa do Brasil, ele só poderá jogar pelo Atlético em maio na Série A. Walter ressalta o fato de ter dois meses para se preparar fisicamente.

“Muita gente falou que não iria aparecer time e meu empresário trabalhou muito forte nisso. Sabia que iria ficar dois meses sem jogar. Se saísse de Goiânia eu poderia jogar o estadual ou outros campeonatos. Mas eu queria era ficar aqui, porque sei que vou fazer um ótimo trabalho. O grupo aqui é muito bom. Tenho três amigos que já jogaram aqui e falou só coisas boas. Aqui no elenco tenho uns seis amigos que já jogaram comigo”.

Recado

No final da entrevista o atacante deixou uma mensagem para os atleticanos e destacou o fato de poder atuar em várias posições.

“Podem esperar muita vontade. Nunca neguei para ninguém, eu não sou aquele atacante – o camisa 9 que coloca a bola para dentro, que faz gol. Sou um cara que ajuda muito meu time, sou um jogador que posso sair e jogar um pouco de meia. Tenho essa qualidade do passe. Vocês nunca vão ver o Walter parado em um lugar, gosto de estar me mexendo em todos os lugares e buscando o que é melhor. Eu dando passo ficou feliz, é como fazer o gol”.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA