logomarcadiariodegoias2017

Lugano ao lado de Ricardo Rocha e Raí. (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)
lugano sp

DIEGO SALGADO
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Sai o zagueiro vencedor, entra o dirigente com absoluta ligação com o São Paulo. Diego Lugano foi apresentado nesta terça-feira (30) como superintendente de relações institucionais do clube.
Na primeira entrevista na nova função, o ídolo são-paulino disse que vai reiniciar a vida no futebol e citou duas inspirações: o espanhol Emílio Butrageño, que desempenha a mesma função no Real Madrid, e o ex-lateral Roberto Carlos, também ligado ao time espanhol.

"Estou muito orgulhoso e feliz pela oportunidade do São Paulo. Vou reiniciar minha vida dentro do futebol. É um passo transcendental. A exigência e confiança do São Paulo me alegram", disse o Lugano, que ressaltou a forte ligação com o clube tricolor.

"Essa ligação com o São Paulo acontece há 16 anos quando cheguei e tivemos um vínculo muito especial, além da bola, de ganhar ou perder, jogar bem ou mal. Compartilhamos valores, princípios, de como enxergar o futebol e a instituição como um todo, o que deveria oferecer ao torcedor e à sociedade, algo muito mais profundo, do que um simples resultado esportivo", completou.

Lugano citou alguns exemplos para seguir nessa nova função. Além de lembrar alguns nomes que o inspiram, o uruguaio ressaltou a identificação deles com seus respectivos clubes.

"Vários jogadores fizeram isso. Roberto Carlos e Butragueño. São espelhos macros da função. Rivarola no Chile, Argentina, há outros. É área que se abre para ex-jogadores. Tem de ter identificação com clube. São Paulo tem sorte de ter identificação com jogadores desse jeito", ressaltou.

O ex-zagueiro será dirigente, e não membro da comissão técnica. Apesar disso, frequentará o CT da Barra Funda constantemente para colocar em prática a boa relação com o elenco.

Lugano ainda terá missões institucionais, como representar o São Paulo em eventos e reuniões com federações. Ao lado do.diretor executivo de futebol Raí, a ideia é formar uma diretoria de futebol forte, que imponha respeito e credibilidade -recentemente, o ex-zagueiro Ricardo Rocha também assumiu um cargo no clube, o de coordenador de futebol.

"Vamos interagir e contribuir, mas há funções bem definidas, o meu papel, do Ricardo e o do Lugano. Mas os três com conhecimento de sobra para contribuir na situação do clube", disse Raí.

"É um momento de grande relevância do clube. É uma figura totalmente conectada ao São Paulo. Lugano está agora está com mais um traço de identificação e aprimoramento. Comprovando seu apego e identificação. Ele, com o Raí e o Ricardo [Rocha] completará um trio de campeões mundial dentro dessa instituição. Diego atuará na implementação de projetos. É um passo maior, uma ousadia do São Paulo no sentido de se alinhar com grandes instituições do futebol mundial", frisou o presidente Leco.

O último jogo de Lugano como jogador profissional foi disputado em dezembro passado, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o zagueiro atuou 90 minutos no empate por 1 a 1 com o Bahia.

Lugano chegou ao São Paulo em 2003. A primeira passagem durou pouco mais de três anos e acabou marcada pelos títulos da Libertadores e do Mundial, em 2005, além do estadual daquela temporada. Em seguida, o uruguaio acertou com o Fenerbahçe, da Turquia, onde também brilhou.

O retorno ao São Paulo aconteceu no começo de 2016, depois de o jogador ter atuado no Cerro Porteño, do Paraguai. Aos 35 anos, porém, Lugano pouco entrou em campo. Em dois anos no clube tricolor, o atleta disputou 36 jogos, com dois gols marcados. No total, o zagueiro defendeu o São Paulo em 213 duelos.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH