logomarcadiariodegoias2017

Meia Lucas Lima. (Foto: César Greco - Palmeiras)
lucas lima

LEANDRO MIRANDA
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Era inevitável. Na apresentação como reforço do Palmeiras para a temporada 2018, ocorrida nesta quarta-feira, Lucas Lima precisou responder sobre as provocações feitas ao time alviverde durante o período em que defendeu o Santos. O novo camisa 20 palmeirense levou o passado polêmico na brincadeira, especialmente por saber que muitas das suas palavras deixaram o novo chefe, o diretor de futebol Alexandre Mattos, incomodado.

"A provocação, vamos ver...sempre é natural. Creio que deixei o Mattos bravo uma época; ele apelou comigo. Mas, vamos ver ao longo do ano", disse o meia, que classificou o seu coração como "verde".

"Sempre estive motivado e jogar o futebol é o que me motiva, me faz feliz. Não fiz um ano brilhante pelo Santos, mas foi o ano que mais dei assistências. (...) Creio que acabou meu ciclo no Santos, e as palavras do Mattos me convenceram. Estou feliz e o meu coração é verde", afirmou Lucas Lima.

A relação entre Alexandre Mattos e Lucas Lima, hoje harmoniosa e repleta de elogios trocados, se tornou tumultuada durante o auge da rivalidade entre Palmeiras e Santos. A "apelação" citada pelo jogador nesta quarta-feira ocorreu em pelo menos duas oportunidades.

A primeira delas abril de 2016, dias depois de Lucas Lima ironizar a derrota do Palmeiras para o Água Santa no Twitter. Alexandre Mattos, após o clube alviverde reagir com o triunfo por 1 a 0 sobre o Corinthians, até perdeu a compostura ao tratar do até então meia santista.

"Essa vitória também foi boa para um babaca aí, que fica falando do Palmeiras e nunca foi campeão", disse Mattos, na época, em provocação que se repetiu depois do título brasileiro do ano passado e teve o volante Matheus Sales como escudo.

"Matheus, quantos anos você tem?", perguntou o dirigente ao volante, que citou 19 como resposta. Mattos ironizou ainda mais ao dizer que "Lucas Lima só ganhou dois Paulistas com 26 anos" comparado ao palmeirense, campeão da Copa do Brasil-2015 e Brasileiro-2016.

As farpas públicas, no entanto, acabaram. Tanto Mattos quanto Lucas Lima se elogiaram e selaram publicamente de vez as pazes, mas com uma pequena alfinetada do jogador, que se recordou das "palavras carinhosas" ditas pelo dirigente palmeirense há quase dois anos.

"Criei um carinho muito grande logo nas primeiras conversas. Ele mostrou um interesse muito grande no meu futebol, que ainda não tinha recebido. Mas também tinha lembrado do que ele falou de mim, não tinha esquecido não", brincou o novo camisa 20.

Este passado provocador surge como um obstáculo para Lucas Lima no Palmeiras, e o próprio meia tem ciência deste fator como uma dificuldade a mais. Sem o apoio total do torcedor, o jogador sabe que somente boas atuações irão derrubar qualquer desconfiança neste início.

"Quero agradecer o carinho da torcida, todos me receberam muito bem aqui. Claro que tem alguns que duvidam, mas espero conquista-los dentro de campo, que é o que posso fazer", discursou Lucas Lima, que decretou o fim da relação com o Santos. "Nem tem tido muita relação com a torcida do Santos, principalmente pela rede-social. Estou vendo que não está muito legal (risos)", lamentou de maneira bem-humorada.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA