logomarcadiariodegoias2017

Gabriel. (Foto: Instagram)
gabigol no peixe

BRUNO GROSSI, SAMIR CARVALHO E THIAGO FERNANDES
SANTOS, SP, E BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O presidente do Santos, José Carlos Peres, entrou em ação para não perder Gabigol para São Paulo e Cruzeiro, clubes interessados em contratar o jogador. O UOL Esporte apurou que o novo mandatário santista se reuniu com o estafe do atacante e, inclusive, ouviu que o atleta prioriza o alvinegro praiano em seu retorno ao Brasil em 2018.

Na conversa, Gabigol citou, além do carinho pelo clube que o revelou, o medo de arriscar novamente. O atleta não teve sucesso na Europa, tanto na Inter de Milão, da Itália, como no Benfica, de Portugal, e vê o Santos como uma espécie de "zona de conforto", pois não sofreria nenhum tipo de problema em relação à adaptação.

O estafe de Gabigol, inclusive, citou a situação de Geuvânio como exemplo. O atacante preteriu o Santos em seu retorno do futebol chinês e acertou com o Flamengo, onde não vingou até o momento. Revelado na Vila e ex-companheiro de ataque de Gabriel, o atleta sequer se firmou como titular no Rio de Janeiro.

Agora o Santos estuda até uma viagem para a Itália para conversar com a Inter de Milão o repasse do empréstimo. O jogador pertence ao clube italiano, mas está emprestado ao Benfica, de Portugal. O clube paulista precisa, além do repasse, da composição da Inter no salário mensal do jogador.

Gabigol recebe cerca de R$ 1 milhão mensal, e o Santos está disposto a pagar a metade deste valor no máximo: R$ 500 mil por mês. O sonho dos dirigentes santistas é de que o clube italiano ainda aceite a pagar mais da metade do ordenado. Caso contrário, a diretoria santista aceita "rachar" o ordenado.

O São Paulo se apresentou como candidato a levar Gabigol e confiava na proximidade do jogador com Dorival Júnior para atraí-lo. O técnico chegou a conversar com o atleta para transmitir confiança sobre uma possível chegada ao Morumbi. Ao mesmo tempo, os tricolores sempre mostraram muita cautela sobre as chances de chegar a um acerto sobre a divisão salarial com a Inter e também pela relação do atacante com o rival Santos. Como opção para o ataque, os tricolores analisam a contratação de Diego Souza, do Sport.

No Cruzeiro, Itair Machado, vice de futebol do clube mineiro, foi o responsável por manter contatos com o pai de Gabigol. Nas conversas, o diretor deixou clara a intenção de contar com o atleta por empréstimo de uma temporada -até o fim de 2018. A diretoria mineira, contudo, sabe que a concorrência para contar com o atleta é pesada. Santos e São Paulo já mostraram interesse na contratação do atacante.

O que piora a situação dos mineiros é a questão financeira. O Cruzeiro não tem dinheiro para pagar os salários do atleta de forma integral. Portanto, necessita que a Inter de Milão, dona dos direitos do atleta, arque com um percentual.

"Tive uma conversa boa com o pai do Gabigol. O torcedor tem que saber a verdade. O Gabigol tem interesse de vir para o Cruzeiro. Conversei com o pai dele. Está dependendo de uns detalhes, porque a Inter de Milão teria que pagar grande parte do salário. E o clube está tendendo a fazer isso", disse Itair Machado.

"Acredito que é outro jogador também que o torcedor tem que ficar orgulhoso [de ter tentado]. Cruzeiro é uma grande marca, os atletas querem vir para o Cruzeiro.

As coisas estão se transformando em novelas, porque você precisa ter jogo de cintura para contratar", acrescentou.

Com a descrença de São Paulo e Cruzeiro, o Santos está animado nos bastidores de que pode ficar com Gabigol em 2018.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH