logomarcadiariodegoias2017

Uli Hoeness. (Foto: Divulgação Bayern de Munique)
uli hoeness

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, voltou a se posicionar contra o alto valor da transferência de Neymar ao Paris Saint-Germain. O mandatário da agremiação bávara disse que o brasileiro não é bom o suficiente para os 222 milhões de euros (R$ 810 milhões) desembolsados.

"Não podemos comprar um Neymar, que não acho tão bom, ou um Mbappé, que eu gosto. Mas certamente vamos fazer uma grande transferência de 50, 60 ou 70 milhões de euros", disse Hoeness.

Há alguns meses, o presidente do Bayern de Munique disse que pagar a quantia de 222 milhões de euros por apenas um jogador era sinal de fraqueza e de que a equipe não trabalhou tão bem.

A ideia do mandatário é gastar pouco e mesclar grandes estrelas com jogadores jovens da própria base. "As mega-transferências precisam ser interrompidas em algum ponto", opinou.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA