Volante Arthur. (Foto: Lucas Uebel - Grêmio)
arthur lucas

JEREMIAS WERNEK E LUIZA OLIVEIRA
PORTO ALEGRE, RS, E ABU DHABI, EMIRADOS ÁRABES (UOL/FOLHAPRESS) - Arthur é a galinha dos ovos de ouro do Grêmio, mas não é o único valorizado no clube e em alta junto ao mercado. Campeão da Libertadores, vice do Mundial de Clubes, deve receber uma enxurrada de consultas e algumas ofertas nos próximos dias. O plano dos dirigentes é manter a base do elenco para 2018, mas a cúpula também sabe que alguns casos podem se tornar irremediáveis.

A lista de saídas já tem um nome confirmado: Lucas Barrios, que não renovou contrato. Fernandinho e Jael são outros nomes com vínculo perto do fim e ainda sem acordo.

Arthur, desejado pelo Barcelona e observado pelo Real Madrid, tem multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 193 milhões na cotação atual). O Grêmio acumula 60% dos direitos econômicos dele e sabe que receberá oferta oficial. A ideia, contudo, é ceder muito pouco (ou quase nada) no valor estipulado em contrato. Na próxima semana, o Barça deve enviar dirigentes a Porto Alegre para conversar com o Tricolor.

A saída de Arthur, e tão somente dele, viabiliza as contas do Tricolor para o próximo ano. Mas a transferência pode ser adiada para julho, quando o mercado europeu finaliza a temporada e historicamente realiza operações de maior vulto.

MARCELO GROHE

Aos 30 anos, goleiro tem contrato longo (até dezembro de 2020), encerrou o jejum de títulos e se consolidou como ídolo ao ter papel decisivo na conquista da Libertadores. Ao longo do ano, foi sondado por clubes do Brasil e da Europa. A saída não é tendência, mas também não pode ser rechaçada mediante uma gorda oferta.

PEDRO GEROMEL

Capitão no título da América, dono absoluto da vaga na equipe e ídolo máximo da torcida. Em julho, recebeu aumento salarial e hoje é dono do maior contracheque do elenco. Já refutou saída para outros times brasileiros em anos anteriores e dificilmente deixará Porto Alegre. Geromel, 32 anos, tem contrato com o Grêmio até o final de 2019.
WALTER KANNERMANN

Argentino chegou no meio do ano passado e tem renovação encaminhada. O vínculo atual vai até o final de 2019 e o novo, ainda sem assinatura, aumenta em mais um ano o compromisso. A ampliação garante aumento salarial. No meio do ano, Grêmio recusou uma oferta da Itália. Internamente ele goza de grande prestígio e a meta é não dar brecha para saída, mesmo com proposta tentadora ao jogador e ao clube.

RAMIRO

No Grêmio desde 2013, o volante de origem cresceu de rendimento com Renato e passou a atuar como meia aberto pela direita. O clube detém apenas 10% dos direitos econômicos e na metade do ano, quando recebeu uma sondagem concreta e antecedendo oferta, fez uma espécie de acordo para o futuro. Na próxima janela, o camisa 17 pode ser negociado. À época o time gaúcho foi além de seu poder negocial (pelo percentual) para ficar com uma peça-chave na formação da equipe.

LUAN

Depois de encerrar uma novela de 10 meses e renovar contrato, Luan teve a saída dada como praticamente certa em janeiro. Atualmente o cenário não indica isso.

Mesmo que tenha sido eleito o melhor jogador da Libertadores, e se confirmado como o maior expoente do time, ainda não recebeu nenhuma sondagem forte nas últimas semanas. Aos 24 anos, o camisa 7 tem contrato até o final de 2020 e a multa rescisória é 18 milhões de euros (R$ 69 milhões).

O Grêmio entra em férias neste domingo (17) e abre o ano de 2018 com o chamado 'time de transição'. A equipe de jovens e destaques da base jogará boa parte do Campeonato Gaúcho. O primeiro compromisso a valer dos campeões da Libertadores e vices do Mundial deve ser a Recopa Sul-Americana, contra o Independiente-ARG. A disputa está agendada para 7 e 21 de fevereiro, mas o clube já pediu adiamento junto à Conmebol pelo período de férias dos atletas, que voltam a treinar na segunda quinzena de janeiro. A resposta oficial da entidade é aguardada para antes do Natal.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA