Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro
egidio cruzeiro

ALEXANDRE PRAETZEL, ENRICO BRUNO E JOSÉ EDGAR DE MATOS
BELO HORIZONTE, MG, E SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma troca de laterais esquerdos. Enquanto Diogo Barbosa acertou com o Palmeiras para 2018, o Cruzeiro confirmou na tarde desta quarta-feira (29) a contratação de Egidio, que tem contrato até dezembro com o clube alviverde.

O jogador de 31 anos fechou um contrato de dois anos. A informação foi confirmada pelo futuro vice-presidente de futebol do time mineiro, Itair Machado, em contato com a reportagem.

Desta forma, Egídio volta ao Cruzeiro após três temporadas. Em 2013, o lateral deixou o Goiás e se mudou para Minas Gerais, onde passou a integrar o elenco de Marcelo Oliveira. Com o treinador, o lateral foi o titular celeste nas campanhas que deram ao time o bicampeonato brasileiro. Em 2015, deixou a equipe e se transferiu para o Dnipro, da Ucrânia, antes de acertar com o Palmeiras.

Há duas semanas, o presidente Gilvan de Pinho Tavares já havia antecipado o interesse do Cruzeiro em contar com Egídio. Na ocasião, o mandatário explicou a saída de Diogo Barbosa e adiantou o sinal verde de Mano Menezes para contratar o jogador.

Nesta quarta, Egídio participou normalmente do treinamento do Palmeiras. Apesar de ter contrato até 31 de dezembro, o lateral já deverá realizar exames na Toca da Raposa nos próximos dias. Seu salário permanecerá o mesmo que o recebido na agremiação alviverde. A pré-temporada do Cruzeiro em 2018 está marcada para o dia 3 de janeiro e o jogador já é aguardado.

Apesar da contratação de Egídio, o Cruzeiro ainda está aberto a outros nomes para compor sua lateral esquerda. Sem Diogo Barbosa, Bryan se tornou o único atleta disponível no atual elenco. Porém, o jogador não inspira confiança no técnico Mano e nem tem garantia de permanência no clube.

Uma das opções para concorrer com Egídio é Victor Luis, que pertence ao Palmeiras e está emprestado ao Botafogo. O outro nome que também está no radar celeste é Thiago Carleto, um dos poucos destaques na fraca campanha do Coritiba no Brasileiro.

Egídio tem números parecidos em suas passagens pelo Cruzeiro e Palmeiras. Em Minas Gerais, o lateral fez 106 jogos, marcou quatro gols e foi o "rei das assistências", fazendo o serviço de garçom por 17 vezes. Em São Paulo, entrou em campo por 101 ocasiões, marcando três gols e oferecendo 12 assistências.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA