Renato Gaúcho em 1983
renato libertadores

Principal ídolo do Grêmio, Renato Gaúcho pode escrever mais um capítulo na história do clube e do futebol brasileiro.

Nesta quarta-feira (29), ele pode se tornar o primeiro brasileiro campeão da Copa Libertadores como jogador e treinador.

Com a vitória no jogo de ida por 1 a 0, a equipe gaúcha garante o tricampeonato com um empate diante do Lanús nesta quarta (29), no estádio Lá Fortaleza.

Renato teve participação no primeiro título gremista na principal competição Sul-Americana. Em 1983, ele participou do primeiro gol que originou a vitória da equipe sobre o Peñarol por 2 a 1. No mesmo ano, Renato marcou os dois gols da vitória gremista sobre o Hamburgo por 2 a 1, na decisão do Mundial de clubes.

Ele já teve a chance de conquistar o título da competição em 2008 e 2011. Na primeira, foi vice-campeão após perder a decisão para a LDU. Três anos depois, dirigiu o Grêmio, que caiu nas oitavas de final da Libertadores para a Universidad Católica.

"Pra mim é maravilhoso. O Grêmio é minha segunda casa. Me sinto muito bem aqui e muito orgulhoso. Mas ainda falta e temos de estar focados. Já tenho história no Grêmio, mas quero aumentar minha história", disse Renato.

"Todo título, seja como treinador ou como jogador é especial. É para isso que trabalhamos tanto dentro e fora de campo", completou.

É a terceira passagem do treinador pela equipe gaúcha (2010/2011, 2013 e 2016/2017). Nesta última, conquistou o título da Copa do Brasil.

Irreverente, Renato já pediu a construção de uma estátua para ele na Arena. Se for campeão da Libertadores, certamente fará o pedido novamente.

"Estou trabalhando para isso. Vai ser demais, até porque todo mundo sabe que eu sou gremista. Já estou imaginando aqui na minha cabeça. Não é que só quem merece estátua sou eu. Estátua cada um luta pela sua. Eu luto pela minha. O que eu mais cobro do presidente e da diretoria é cadê a minha estátua. Quantos títulos eu vou ter que ganhar para ter uma estátua?", brincou o treinador recentemente.

Sete jogadores já conquistaram o título da Libertadores como treinadores: os argentinos Humberto Maschio, Roberto Ferreiro, José Omar Pastoriza, Nery Pumpido e Marcelo Gallardo e os uruguaios Luis Cubillas e Juan Martín Mujica.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA