Técnico Abel. (Foto: Nelson Perez - FFC)
abelao

O presidente Modesto Roma alega que busca montar um time com mais identidade para a próxima temporada. Por conta disso, o clube paulista fala em nomes como Diego, Robinho e Gabigol para 2018. Mas a identificação com o clube não deve se limitar somente aos jogadores. A diretoria santista também busca um técnico com este perfil e chegou à conclusão que Abel Braga seria o nome ideal.

Apesar de ter feito história em dois grandes clubes do Brasil -Internacional e Fluminense- Abel Braga era santista na infância. A revelação foi feita pelo então presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, em 2010, quando o clube paulista negociou com o treinador. A ideia era trazê-lo para o lugar de Dorival Júnior, demitido após desentendimento com Neymar, mas o Al Jazira, dos Emirados Árabes não o liberou na época.

"Realmente, as ideias que eu e o Abel temos são bem parecidas. Eu liguei para ele e uma coisa que me alegrou ainda mais foi saber que ele é santista. Ele me explicou que virou torcedor do Santos após a decisão do Mundial Interclubes entre Santos e Milan, no Maracanã, onde ele era menino e estava presente. Isso marcou na vida dele", disse Laor, falecido em 2016.

Além da identificação, Abel Braga interessa por dois motivos: sua experiência e engajamento com as categorias de base. A cúpula santista observou a oportunidade que o treinador deu aos atletas mais jovens do Fluminense nesta temporada.

A experiência de Abel seria importante para o treinador colocar "ordem na casa". Alguns dirigentes ligados ao departamento de futebol acreditam que os jogadores passaram dos limites quando o assunto é respeitar a hierarquia do clube. Casos como a demissão do gerente de futebol Sérgio Dimas e do técnico Levir Culpi, além da cobrança de uma melhor logística na Copa Libertadores, incomodaram aos dirigentes santistas.

Outro ponto favorável para Abel acertar com o Santos é o fato de os dois lados estarem dispostos a conversar somente após o término do Campeonato Brasileiro. Internacional e Palmeiras, por exemplo, esbarraram nesta posição de Abel Braga, que só aceita negociar depois de resolver a sua vida no Fluminense. Por conta disso, paulistas e gaúchos preferiram definir os seus futuros sem esperar o técnico.

Já o presidente Modesto Roma revelou ao treinador que o clube pretende contratar para 2018 disputa a reta final do Campeonato Brasileiro e, por isso, só vai iniciar as negociações na segunda semana de dezembro.

Além disso, vale lembrar que o Santos passará por eleições no dia 9 de dezembro. Antes disso, o presidente Modesto Roma, que concorre a reeleição, não anunciará a contratação do novo treinador do clube. Elano segue como interino somente até a última rodada do Brasileirão, diante do Avaí, na Vila Belmiro.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA