Goleiro Muralha. (Foto: Gilvan de Souza)
muralha gilvan

Sob pressão de um grupo de torcedores que recepcionaram o ônibus da delegação no aeroporto do Galeão, na tarde desta terça-feira (28), o Flamengo embarcou rumo à Colômbia para o jogo semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla. O principal alvo foi o goleiro Alex Muralha, bastante xingado pelos rubro-negros.

O volante Cuellar e o meia Diego foram os primeiros a desembarcar do veículo, e ganhar aplausos e palavras de incentivo. Muralha desceu na sequência e passou a ser hostilizado.

"Muralha, sai daqui", gritou um torcedor. Na sequência, o goleiro ouviu uma série de xingamentos. Ele chegou a olhar para o lado, na direção do grupo que o ofendeu, mas foi conduzido para a parte interna do aeroporto. "Se não ganhar, isso aqui vai virar um inferno", bradou outro integrante do grupo.

Escolhido para substituir Diego Alves, lesionado, neste fim de temporada, Muralha falhou nos gols que decretaram a derrota do Flamengo por 2 a 1 para o Santos, no último domingo (26).

O técnico Reinaldo Rueda não bancou a escalação do goleiro contra o Junior Barranquilla. Cesar, antes quarta opção para a posição, pode ganhar uma chance entre os titulares.

O Flamengo venceu o jogo de ida por 1 a 0, no Maracanã, e depende de um empate sem gols contra os colombianos nesta quinta-feira (30), em Barranquilla, para se garantir na final do torneio continental.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA