Kimi Raikonnen. (Foto: Divulgação Ferrari)
ferrari santander

O banco Santander deixará de patrocinar a Ferrari para a temporada de 2018. De acordo com o jornal "El Confidencial", a empresa espanhola tem outros planos fora da Fórmula 1. Além disso, a Ferrari quer um novo contrato maior, inviabilizando acordo com o Santander.

A parceria Santander/Ferrari já dura sete temporadas. Neste período, a equipe não conquistou títulos, conseguindo três vice campeonatos.

O Santander entrou na Ferrari muito por conta do fanatismo de seu mandatário Emílio Botín por Fórmula 1. A presença de Fernando Alonso pilotando uma Ferrari, na época, motivou o ingresso do Santander no cotidiano ferrarista.

Mas Emilio morreu em 2014. O comando do banco passou para a filha, Ana Botín, que não vê o automobilismo com o mesmo entusiasmo do pai.

Por temporada, a Ferrari recebeu 40 milhões de euros de patrocínio do banco espanhol. Segundo o jornal espanhol, a escuderia italiana quer 10 milhões adicionais por ano para renovar contrato. O Santander não aceitou o pedido. O atual vínculo de patrocínio vence em 31 de dezembro.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA