Foto: Divulgação Paris Saint Germain
monaco

No duelo mais aguardado do Campeonato Francês, melhor para o Paris Saint-Germain. E para Neymar também. O craque brasileiro cobrou pênalti, fez gol e ajudou o time da capital a superar o atual campeão, Monaco, por 2 a 1 neste domingo (26), no Principado. Cavani, que cedeu a cobrança para o camisa 10, marcou o outro gol da vitória tranquila do líder da competição. João Moutinho descontou para os donos da casa.

Com a vitória, o PSG disparou na ponta da tabela e mostrou que dificilmente não será o grande favorito ao título da temporada 2017-2018. São 38 pontos em 14 jogos, nove pontos a mais que o agora vice-líder Lyon. O Monaco, também com 29 pontos, perdeu o segundo lugar por ter saldo de gols menor.

A vitória deste domingo foi a 17ª do PSG em 19 jogos na temporada -foram ainda dois empates na campanha invicta.

Neymar tentou, criou, buscou jogo. Mas tudo isso em uma função diferente. O camisa 10 do PSG se apresentou mais recuado, longe do terço final do campo (ataque). O brasileiro atuava mais próximo de Rabiot e Draxler, no meio, buscando bolas em profundidade para os avançados Cavani e Mbappé. O posicionamento é diferente do verificado em jogos da seleção brasileira e até em partidas do Paris na Liga dos Campeões.

JEMERSON

Convocado por Tite nas duas últimas listas, Jemerson parece não reecontrar as boas atuações que o levaram à seleção brasileira. Após falhar no gol do Japão contra o Brasil, em amistoso no último dia 10, a insegurança deu o tom às exibições do zagueiro brasileiro. Gol contra, falhas na Liga dos Campeões e mais uma atuação abaixo da média neste domingo. Sem conseguir parar o poderoso ataque do PSG, foi presa fácil para Draxler no lance do primeiro gol do rival.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA