Ronaldo Fenômeno
ronaldo fenomeno

Um dos principais trunfos de Andrés Sanchez para retornar à presidência do Corinthians, o ex-jogador Ronaldo ainda não tem uma atuação definida para o caso de o ex-mandatário vencer as eleições, em fevereiro. Citado por Sanchez como uma pessoa que participará de sua administração, o Fenômeno não confirma que integrará a gestão e, de forma oficial, só afirma o apoio a Andrés. Trata-se do mesmo panorama do pleito realizado há três anos.

Nas eleições de fevereiro de 2015, Ronaldo gravou um vídeo, enviado a conselheiros, em que pedia votos ao então candidato Roberto de Andrade e defendia a continuidade do grupo político Renovação & Transparência. Também naquele período eleitoral, o Fenômeno fez visita ao Centro de Treinamento Joaquim Grava para conhecer um laboratório que levava seu nome e fazer campanha para o presidenciável apoiado por Sanchez.

Desta vez, aliados de Andrés apostam na participação dele para captar patrocínios, ser um rosto conhecido mais ligado à administração e também que possa interceder diretamente a jogadores para ajudar em contratações. Dois dos maiores reforços de impacto da gestão Sanchez, além do próprio Fenômeno, foram cativados por ele para atuar no Corinthians: Roberto Carlos e Adriano.

A ideia das partes não é necessariamente dar a Ronaldo um cargo de dirigente, mas fazer com que ele seja mais participativo. "Ele estará muito mais próximo em tudo", resumiu, recentemente, Andrés.

Com Sanchez e Gobbi, Ronaldo recebeu para ser embaixador

Na reta final de sua administração, em 2011, Andrés Sanchez selou um acordo para que Ronaldo fosse embaixador do clube. A parceria nunca foi anunciada pelas partes, e os anos seguintes marcaram um afastamento gradual do Fenômeno, envolvido em projetos como a organização da Copa no Brasil, a administração de sua agência, a 9ine, além da compra de um clube nos Estados Unidos, o Fort Lauderdale Strikers. Mesmo assim, ele recebeu o equivalente a R$ 5 milhões.

Principal cabo eleitoral de Roberto de Andrade, que se elegeu em fevereiro de 2015, Sanchez chegou a prometer que o acordo com Ronaldo seria renovado depois das eleições, o que não ocorreu. Ainda no início da administração de Roberto, a 9ine chegou a acionar o clube judicialmente por quantia não recebida.

Mesmo assim, o Fenômeno atuou como um parceiro do marketing do clube na busca por acordos. Um deles foi tentativa de aproximação com a companhia aérea Qatar Airways para a venda de naming rights da Arena, um sonho antigo da direção do Corinthians, mas que não se concretizou.

No Paulistão desse ano, Ronaldo foi a surpresa de última hora no Moisés Lucarelli, onde o Corinthians encaminharia a conquista do título paulista contra a Ponte Preta. Naquele mesmo período, o diretor de marketing Fernando Sales confirmou um acordo para que o ex-jogador captasse patrocínios para o clube.

Sem a exclusividade desejada, porém, o Fenômeno se afastou, e voltou o foco para o apoio à candidatura do ex-presidente e amigo Andrés. No jogo do título brasileiro contra o Fluminense, na última semana, festejou os gols de Jô e o título brasileiro do Corinthians em um camarote da Arena.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA