Felipe Melo (Foto: Carlos Greco - Palmeiras)
felipe coletiva

Felipe Melo foi o primeiro jogador do Palmeiras a dar opinião sobre a chegada de Roger Machado. O volante destacou que o time do Grêmio, na final da Libertadores, foi montado pelo agora técnico palmeirense. Ele ainda pediu que a torcida abrace o comandante escolhido.

"Eu vejo o Grêmio na final da Libertadores e sei que tem méritos grandes do Renato [Gaúcho] por tudo o que fez, mas o início do trabalho foi feito pelo Roger. Ele teve um ótimo inicio de trabalho no Atlético-MG também. Então a torcida tem que abraçar. Se começar com 'mimimi' e com 'mas, mas', é complicado. No tempo que estive fora, vi alguns treinadores como o Luis Enrique, na Roma. Ele foi massacrado, saiu da Roma e foi campeão no Barcelona. Tem que dar oportunidade para quem quer trabalhar e para quem estudou", explicou.

"O melhor é esse. O melhor é o que está hoje. Quem está chegando a gente vai abraçar. E a desconfiança e a pressão vão embora assim que você vai ganhando.

Voltando no inicio da temporada, começamos bem esperançosos e aí depois troca treinador, é muito complicado. Quando existe troca, o erro é de todos. Especialmente de nós jogadores, porque não estamos rendendo. Espero que a torcida abrace o Roger."

Felipe Melo ainda citou entrevistas recentes de Roger afirmando que ele só voltaria a trabalhar em um clube onde pudesse fazer pré-temporada e toda a preparação para começar um ano. Para o volante, isso é prova da vontade de trabalhar e de ganhar do seu novo comandante.

O experiente meio-campista afirmou que gostava muito de Alberto Valentim e explicou que o perfil do interino é o ideal para os tempos atuais. "Quando você pega um treinador que é amigo, que não quer ser mais estrela, isso é muito importante."

Durante a coletiva, inclusive, o jogador brincou com o fato de ter tentado contratar Roger Machado para sua equipe em um jogo de computador. Ele disse que ouviu não de seu novo chefe no mundo virtual e finalizou afirmando que quer cumprir seu contrato até o fim.

LUCAS LIMA

Na iminência de receber Lucas Lima como reforço, o Palmeiras já trata de esquecer a rivalidade recente que criou com o Santos e, em especial, com o meio-campista. Melo explicou que todos ajudarão muito para que ele se adapte o mais rápido possível.

"Ele será palmeirense a partir do momento que entrar aqui e vai ser abraçado por todos nós. É o mínimo que a gente vai fazer por ele. O passado deixamos para trás. Vamos cobrar a postura de atleta profissional que é, cobrar dentro de campo pela qualidade. E que ele venha para ajudar", explicou Felipe Melo.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA