logomarcadiariodegoias2017

Marcelo Segurado. (Foto: Arquivo Pessoal)
ceara segurado

Demitido no final da temporada de 2014 no Goiás Esporte Clube, Marcelo Segurado disse ter deixado a Serrinha de maneira injusta e carregando uma magoa muito grande com as pessoas que comandam a agremiação.

Três anos depois ele descarta a possibilidade de retornar, pelo menos no momento, ao Verdão que ainda não contratou um diretor de futebol. “Renovei contrato com o Ceará e estou muito feliz aqui. Nosso desafio agora é fazer o time permanecer no próximo ano na Série A e consolidar o clube como o grande do Nordeste”.

Segurado deixou o Goiás e no dia seguinte viu Harlei Menezes assumir a direção de futebol esmeraldina. Em entrevista ao repórter Rupert Nickerson (Rádio Brasil Central), o dirigente entende que muitas pessoas trabalharam para sua queda e concordou com o ex-presidente Sérgio Rassi, que afirmou em matéria do Jornal O Popular que existe muita “trairagem” dentro do Goiás.

Para ele sua saída do clube goiano não teve uma explicação: “É uma pergunta que precisa ser feita ao Edminho Pinheiro. O Dr. Sérgio Rassi não soube explicar, o próprio Haile também não. Sempre procurei ser honesto no meu dia a dia no Goiás. No início me senti magoado e injustiçado, mas isso já passou”.

Com proposta para deixar o Ceará, Marcelo Segurado optou por renovar por mais uma temporada. “Os dois projetos que peguei de acesso eu consegui êxito nos dois. Aqui no Ceará desde que cheguei em novembro de 2016, começamos o planejamento para a atual temporada e agora já estou fazendo os projetos para 2018 quando o time estará na Primeira Divisão”.

A agonia que passa o Goiás nos últimos anos é vista com tristeza por Segurado que revelou na entrevista o segredo para montagem de um time vitorioso dentro da Série B do Campeonato Brasileiro.

“Traçamos um perfil. Estabelecemos um teto para nossa folha salarial que era de 800 mil reais. Fomos atrás de atletas que se encaixavam na questão financeira e técnica, além da questão profissional do jogador”.

Além do acesso com o Ceará na atual temporada, o diretor de futebol também foi o responsável pela montagem do time do Goiás em 2012 quando comandado por Enderson Moreira, conseguiu subir para a Série A.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

BUSCA