Fluminense x Ponte Preta. (Foto: Lucas Merçon/ FFC)
flu e ponte

O torcedor do Fluminense pode, enfim, respirar aliviado. Nesta segunda-feira (20), no feriado da Consciência Negra no Rio, o time tricolor venceu a Ponte Preta por 2 a 0, no Maracanã, e se livrou de vez do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Em 14º, com 46 pontos, o Fluminense não pode ser ultrapassado pelas equipes que estão no Z-4. Uma delas é a Ponte, que segue ameaçada: o time de Campinas abre a temida zona, com 39 pontos, estando a um do Vitória, primeiro time fora.

A Ponte jogou com um a menos desde os 30 minutos da etapa inicial. O volante Naldo cometeu uma falta em Henrique, mas a jogada continuou por vantagem. Na sequência do lance, o mesmo Naldo deu outro carrinho, desta vez em Sornoza.

O árbitro Anderson Daronco deu cartão amarelo por cada carrinho, e o ponte-pretano foi expulso.

O primeiro gol do Fluminense seguiu o tom dramático do próprio confronto. Aos 13 minutos do segundo tempo, o volante Douglas aproveitou sobra após um tremendo bate-e-rebate com a zaga e chutou para o fundo da rede.

Já aos 42 minutos, para aliviar de vez os tricolores, Gustavo Scarpa deu um belo chute no travessão, a bola quicou no gramado e Henrique Dourado, sempre oportunista, cabeceou para o fundo da rede. Na comemoração, caiu em lágrimas. O atacante igualou Jô na artilharia do Brasileiro, com 18 gols.

Mesmo com as chances de queda esgotadas, a torcida do Fluminense não escondeu seu descontentamento com a temporada frustrante e realizou protestos, principalmente contra o presidente Pedro Abad.

O time tricolor encerra sua participação na competição contra o Sport (casa) no sábado (25) e Atlético-GO (fora) na rodada final. Já a Ponte Preta tem o chamado "jogo de seis pontos" com o Vitória (casa) no domingo (26) e visita o Vasco pela 38ª rodada.

FLUMINENSE

Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freitas (Matheus Alessandro), Douglas, Sornoza e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Wendel) e Henrique Dourado (Pedro). T.: Abel Braga

PONTE PRETA

Aranha, Nino Paraíba, Luan Peres, Yago e Jeferson; Naldo, Wendel (Jadson), Léo Artur (Renato Cajá), Danilo Barcelos e Lucca; Léo Gamalho (Fernando Bob). T.: Eduardo Bapista

Estádio: Maracanã, no Rio

Juiz: Anderson Daronco (RS)

Cartões amarelos: Gustavo Scarpa e Matheus Alessandro (FLU); Yago, Naldo, Danilo (PON)

Cartões vermelhos: Naldo (PON)

Gols: Douglas (FLU), aos 13min, e Henrique Dourado (FLU), aos 42min do segundo tempo

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA