Cristiano Ronaldo, Xavi e Messi
xavi

O site da Uefa divulgou nesta segunda-feira (20) sua seleção do século 21 sem nenhum jogador brasileiro. Como aquecimento ao time de 2017, a publicação somou a quantidade de vezes que os jogadores foram escolhidos para a lista anual nos últimos 16 anos.

O critério principal foram as eleições prévias, mas indicações aos prêmios anuais foram usadas como critério de desempate. Por esse motivo, Kaká e Ronaldinho acabaram fora do meio-campo ideal do futebol europeu nos últimos 16 anos.

A seleção ficou da seguinte maneira: Iker Casillas (seis vezes eleito), Sergio Ramos (seis), Puyol (seis), Piqué (cinco) e Lahm (cinco); Xavi (cinco), Iniesta (seis) e Gerrard (três); Messi (oito), Thierry Henry (cinco) e Cristiano Ronaldo (11).

A vaga mais contestada por jogadores brasileiros foi a de Gerrard. O ex-meio-campista do Liverpool e Inglaterra foi para o time do ano em 2005, 2006 e 2007, mas suas sete indicações à seleção anual da Uefa o colocaram em primeiro lugar.

Kaká e Ronaldinho também foram três vezes para a seleção do futebol europeu, mas tiveram apenas cinco e quatro indicações, respectivamente. Além deles, Nedved e Zidane entraram para o time ideal em três ocasiões, nas três vezes em que foram indicados.

A Espanha é o país com mais jogadores no "time do século", com seis atletas -consequência do sucesso de Real Madrid e Barcelona na Liga dos Campeões e da seleção espanhola nas Eurocopas de 2008 e 2012. Alemanha, Inglaterra, Portugal, França e Argentina (único país sul-americano) têm um representante cada.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA