Meia Jadson. (Foto: Daniel Augusto - Agência Corinthians)
jadson

Um dos destaques do Corinthians na campanha invicta do primeiro turno no Campeonato Brasileiro, Jadson admite que caiu de produção na segunda metade do torneio, o que lhe custou o lugar no time titular, além de pressão dos torcedores.

"Recebi mensagem de cara falando 'tomara que quebre os dois joelhos'. São coisas que a gente tem que aguentar, sou um cara que tenho um tempo de estrada no futebol. Fiquei tranquilo, trabalhando sério e tentando a volta por cima", afirmou o camisa 10 alvinegro em entrevista à TV Globo.

Para Jadson, um dos motivos para suas más atuações foi a lesão sofrida no fim do primeiro turno, contra o Avaí, na Ressacada. "Sofri uma fratura na costela, fiquei um tempo parado, um mês e pouco, e perdi ritmo. E a equipe nessa época começou a ter os resultados negativos. Eu reconheço [a queda individual]".

Questionado sobre um desejo para 2018, o meia disse "ser campeão mais vezes pelo Corinthians". Ele sabe, porém, que a realidade da equipe vai ser bem diferente quando comparado a este ano, quando foi classificada como "quarta força" do Estado antes de a bola rolar.

"Depois deste ano, de a gente ser campeão paulista e fazer este Brasileiro muito bom, a cobrança vai ser muito maior", afirmou Jadson, que entrou no segundo tempo da partida da última quarta (15), contra o Fluminense, e fez o terceiro gol da vitória por 3 a 1 que assegurou o heptacampeonato.

Antes de marcar, porém, o camisa 10 quase fez um golaço após bela jogada na entrada da área. "Naquela bola ali fingi que iria bater forte, foi com tanto carinho, limpei e a bola bateu na trave. Pensei: 'o gol agora só sai em 2018'", concluiu.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA