(Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)
furacao venceu

Em jogo disputado no estádio Nilton Santos, o visitante Atlético-PR não se fez de rogado e venceu o Botafogo por 1 a 0, neste sábado (11), com gol de Guilherme, que contou com a colaboração luxuosa de Gatito Fernández. No lance, o camisa 1 alvinegro espalmou e colocou a bola para dentro.

Na luta por um lugar na Copa Libertadores, o Botafogo fez uma partida para lá de apagada e foi vítima de um time bem melhor postado em campo e que soube se aproveitar da fragilidade do adversário na tarde de sábado no Rio de Janeiro.

Ao apito final do juiz Anderson Daronco, venceu o time que fez uma melhor partida. Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Atlético-GO, quinta, às 20h. Os paranaenses vistam a Ponte Preta, quarta, às 20h.

Os primeiros 45 minutos no estádio Nilton Santos foram de poucas emoções. Em um Rio de Janeiro frio e chuvoso, as equipes parecem terem entrado frias em campo e pouco criaram em campo.

Melhor organizado, o Atlético teve maio presença no campo do adversário. Com boa participação de Guilherme, ameaçou mais e esteve mais perto do gol de Gatito Fernández, que foi protagonista da primeira etapa.

Aos 30 minutos, o goleiro Gatito Fernández espalmou para dentro o chute de Guilherme, e levou um frangaço. O Botafogo ainda tentou ir ao ataque, mas não esteve perto de ameaçar Wéverton.

O jogo seguiu à feição dos visitantes na etapa final. Com um Botafogo cheio de dificuldades para criar jogadas, o Atlético precisou apenas manter sua boa postura defensiva para segurar o resultado.

O técnico Jair Ventura ainda tentou mandar seu time adianta, com Valencia e Guilherme, mas o Botafogo foi um time muito pobre e sem imaginação no Nilton Santos.

As mexidas não foram suficientes para mudar o panorama do jogo, que foi uma boa reprodução do clima no Rio de Janeiro: frio e sem graça. O 1 a 0 foi um justo resultado para uma equipe que foi mais ordenada e esteve mais próxima do bom resultado durante todo o tempo.

BOTAFOGO
Gatito Fernandez; Arnaldo, Joel Carli, Emerson Silva e Victor Luis (Gilson); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Rodrigo Pimpão (Guilherme); Marcos Vinícius (Valencia) e Brenner. T.: Jair Ventura

ATLÉTICO-PR
Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Fabrício; Esteban Pavez, Lucho González (Eduardo Henrique) e Guilherme; Sidcley (Lucas Fernandes), Pablo e Ribamar (Ederson). T.: Fabiano Soares

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves - RS (CBF) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior - RS (CBF)

Público - 7.214 pagantes

Renda - R$ 167.640,00

Cartões amarelos: Ederson (ATL)

Gol: Guilherme (ATL), aos 30 minutos do primeiro tempo.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA