A 2ª fase (disputas coletivas) dos Jogos Brasileiros Universitários (JUBs) começou na terça-feira (24), data em que a capital goiana completou 84 anos de  fundação. A fase das modalidades coletivas - futsal, vôlei, basquete, handebol e LoL – tem como novidade a inclusão do jogo eletrônico League of Legends (LoL), que começa a ser disputado, nesta quarta-feira (25), no auditório do Laboratório de Capacitação, no Centro de Excelência do Esporte.

“O LoL não é apenas um jogo, mas um estilo de vida. É uma realidade fora do Brasil e está se desenvolvendo muito aqui. Estamos querendo levar isso aos universitários”, ressaltou o gerente de produtos da Riot Games - braço brasileiro da multinacional que desenvolveu o game -, Fabrício Santos.

Segundo Fabrício, 40% dos jogadores de LoL demonstram interesse em cursar o ensino superior, um dos fatores que levaram à expansão dos projetos da Riot. “Estamos desenvolvendo o UniLoL, que tem três objetivos: o desenvolvimento social entre os alunos das universidades; o incentivo à realização de competições, com ações regionais; além do desenvolvimento profissional, com desenvolvimento e aproveitamento de estudantes com perfil empreendedor”, explica.

No JUBs, a chave A é composta por Unochapecó-SC, UFS-SE, UFMA-MA e UFRPE-PE. A chave B tem UNB-DF, UFG-GO, Unicamp-SP e UFRN-RN. Cada equipe conta com 5 competidores. Os jogos duram, em média, 40 minutos, mas, quando são jogados em sistema melhor de 3 (vence quem ganhar 2 partidas primeiro) ou melhor de 5 (vence quem ganhar 3 partidas primeiro), podem se arrastar por horas, o que demanda preparo físico e psicológico.

No Brasil, há jogadores profissionais, que recebem salários acima de R$ 50 mil mensais para se dedicar exclusivamente ao LoL, contando com acompanhamento de equipes multidisciplinares (preparadores físicos, nutricionistas, psicólogos).

A tabela de jogos, com horários, locais de competição e resultados está disponível no site da CBDU: www.cbdu.org.br.

O jogo

League of Legends é um jogo de estratégia online – mistura elementos de Role-playing Game (RPG) e Real-time Strategy (RTS), em que duas equipes compostas por poderosos campeões se enfrentam em diversos campos de batalha.

A partida é jogada entre duas equipes, com cinco integrantes cada. O objetivo é invadir a base inimiga e destruir o Nexus (espécie de fonte dos poderes dos personagens) do adversário. Há três caminhos, que passam por uma selva, para chegar à fortaleza inimiga. Quem fizer isso primeiro, ganha a partida.

Cada jogador (invocador) é responsável por um personagem (herói), que tem função específica: topo, meio, suporte, atirador e selva. São mais de 100 heróis que podem ser escolhidos pelas equipes.

As equipes montam suas estratégias e têm de se enfrentar e aos perigos da selva, adquirindo pontos para serem utilizados, entre outras coisas, para compra de habilidades que potencializam os poderes dos heróis.

Números
LoL coleciona números expressivos na última década. Além dos 100 milhões de adeptos pelo mundo, o jogo teve 43 milhões de espectadores no Mundial de 2016, nos Estados Unidos. Com picos de audiência de 14,3 milhões de espectadores, a competição distribuiu uma premiação de cerca de R$ 21 milhões no Mundial do ano passado.

No Brasil, a modalidade está em franco crescimento. Em 2015, o ginásio Goiânia Arena recebeu uma etapa do Campeonato Brasileiro, com público de cerca de 2 mil pessoas. A competição já chegou a receber público de 10 mil espectadores no ginásio do Ibirapuera (2016), em São Paulo, e 12 mil, no Allianz Parque, estádio do Palmeiras (2015), em São Paulo. Neste evento, a final ficou em 1º lugar no trending topics mundial do Twitter.

Quase 80% dos adeptos do LoL estão na faixa etária de 16 a 25 anos – pelo regulamento do JUBs, os inscritos têm de ter entre 18 e 25 anos.

 

Sobre o JUBs 2017
Neste ano, participam da competição os 26 Estados da Federação e o Distrito Federal, somando cerca de sete mil participantes entre dirigentes, comissões técnicas e alunos-atletas.

São 20 modalidades em disputa: atletismo, badminton, judô, natação, tênis, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez, basquetebol, futsal, basquete 3 x 3, handebol, taekwondo, JUBs acadêmico, esportes eletrônicos e vôlei. Natação, tênis de mesa e atletismo também serão disputados no paradesporto.

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) são uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e da Federação Goiana do Desporto Universitário (FGDU), com apoio do Governo do Estado de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce).

( Informação - Sérgio Lessa – Ares Comunicação)

 

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA