Diego Souza, atacante do Sport, em lance no empate por 1 a 1 com o Santos / Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
diego souza sport
O Santos tropeçou pela terceira vez consecutiva e não conseguiu encostar no líder Corinthians. A equipe sofreu um gol aos 38 minutos do segundo tempo e empatou por 1 a 1 com o Sport nesta quinta (19), na Ilha do Retiro, no Recife.

O time poderia ter se beneficiado do empate sem gols entre Corinthians e Grêmio, na quarta (18), para derrubar a vantagem do líder para sete pontos. Com o empate, a distância para o primeiro colocado continuou em nove pontos.

O Santos também perdeu duas posições e caiu para quarto. O Grêmio é o vice-líder da competição. Já o Palmeiras, que venceu a Ponte Preta por 2 a 0, também nesta quinta, no Pacaembu, assumiu o terceiro lugar. As duas equipes também somam 50 pontos.

Os santistas tiveram nas rodadas anteriores outras duas oportunidades de diminuir a vantagem do Corinthians, mas empataram com a Ponte, na última quinta-feira (12), e diante do Vitória, na segunda (16).

Para o jogo desta noite, o técnico Levir Culpi escalou Yuri e Serginho nos lugares de Alison e Copete, respectivamente. Bruno Henrique, que não reuniu condições de jogo, foi substituído mais uma vez por Jean Motta.

Antes do primeiro minuto de jogo, Ricardo Oliveira recebeu passe de Lucas Lima e obrigou o goleiro Magrão a praticar grande defesa.

O ídolo do Sport não teve a mesma sorte minutos depois. Aos três, Ricardo Oliveira recebeu passe de Jean Motta, invadiu a área e chutou por baixo do goleiro para marcar o primeiro gol.

O Sport foi obrigado a reorganizar a marcação e conseguiu criar boas jogadas de ataque, sempre explorando a marcação deficiente do lateral Zeca.

Vanderlei foi o nome do jogo e fez três defesas importantes para manter o Santos em vantagem no primeiro tempo. Na principal delas, aos 34 minutos, o goleiro espalmou chute rasteiro de Diego Souza, no canto esquerdo do gol.

O Sport voltou para o segundo tempo com duas alterações. Samuel Xavier entrou na vaga de Raul Prata, enquanto Juninho substituiu Wesley. O volante, ex-Palmeiras e ex-São Paulo, foi perseguido pela torcida pernambucana e ouviu vaias todas as vezes que encostou na bola.

Já Levir Culpi decidiu trocar Serginho por Copete. Com o decorrer do jogo, o técnico resolveu preservar Yuri, que estava amarelado, e promoveu a entrada de Vecchio. Dois minutos depois da alteração, o argentino fez falta dura e acabou advertido pelo árbitro.

As alterações também não surtiram efeito taticamente. O meio-campo do Santos caiu de produção, e Ricardo Oliveira deixou de receber bolas no ataque. Melhor para o Sport, que por pouco não empatou o jogo. Aos 21 minutos,

Juninho pegou sobra dentro da área e chutou muito perto do gol.

Com o Sport melhor em campo, o técnico Vanderlei Luxemburgo tentou dar mais velocidade ao ataque e trocou Osvaldo por Rogério. O Santos, acuado na defesa durante todo o segundo tempo, levou o empate aos 38 minutos. Um cruzamento de Rogério enganou todo o sistema defensivo do time e terminou no fundo das redes de Vanderlei.

Kayque, que havia substituído Ricardo Oliveira, teve a chance de recolocar o Santos na frente aos 43 minutos. Mas, de frente para o gol, conseguiu chutar para fora.

O Santos voltará a campo neste domingo (22) para enfrentar o Atlético-GO, lanterna do Brasileiro. Já o Sport, que continua ameaçado pelo rebaixamento, joga com o Atlético-PR, também no domingo, na Arena da Baixada. O time de Luxemburgo é o 14ª, com 35 pontos

SPORT
Magrão; Raul Prata (Samuel Xavier), Durval, Henríquez e Sander; Rithely, Patrick, Wesley (Juninho), Diego Souza e Osvaldo (Rogério); André. T.: Vanderlei Luxemburgo.

SANTOS
Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Yuri (Vecchio), Matheus Jesus, Serginho (Copete), Lucas Lima e Jean Mota; Ricardo Oliveira (Kayke). T.: Levir Culpi.

Estádio: Ilha do Retiro, em Recife
Juiz: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Wesley (SPO); Matheus Jesus, Vecchio, Copete, Yuri e Lucas Veríssimo (SAN)
Gols: Ricardo Oliveira (SAN), aos 3 minutos do primeiro tempo; Rogério (SPO), aos 38 minutos do segundo tempo

Leia Mais:

Réver e Diego fazem dois gols cada, e Flamengo goleia o Bahia

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA