Eduardo Bandeira
presidente flamengo

Tudo indica que o Flamengo terá um novo vice de futebol em breve. Acumulando o cargo desde a prisão de Flávio Godinho, no final de janeiro, o presidente Eduardo Bandeira de Mello planeja entregar o comando do departamento e estuda nomes para substituí-lo.

A reportagem apurou que a mudança já está em curso. O mandatário rubro-negro deseja a substituição há algum tempo, mas não abre mão de um nome alinhado com a gestão.

Ele costuma dizer que o preenchimento se dará assim que encontrar alguém com perfil e condições de assumir. O objetivo é que a transição não traga maiores prejuízos ao futebol.

Comentado nos bastidores da Gávea, Marcos Braz –que ocupou a pasta no hexacampeonato brasileiro de 2009- está descartado, assim como integrantes da oposição.

A tendência é a de que o escolhido venha do grupo político de Bandeira de Mello. Não está descartado, inclusive, que um dos 14 vice-presidentes mude de setor e assuma o carro-chefe do clube mais popular do país.

Eduardo Bandeira de Mello vive um momento de pressão política por conta dos maus resultados do time rubro-negro. O futebol conquistou o Campeonato Carioca invicto, mas foi eliminado na primeira fase da Copa Libertadores e nas quartas de final da Primeira Liga.

Vice-campeão da Copa do Brasil, o Flamengo patina no Brasileiro e ainda tenta minimizar as frustrações da temporada com a Copa Sul-Americana.

Em reuniões recentes, o mandatário foi aconselhado por seus pares sobre a substituição no cargo. Exposto e alvo de críticas, o objetivo principal é sair do "olho do furacão". A sonhada tranquilidade, no entanto, só com resultados.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA