Técnico Cuca - Palmeiras
cuca tecnico

O técnico Cuca procurou esclarecer a polêmica declaração dada no último sábado (30), quando questionou a própria permanência no Palmeiras após a derrota por 1 a 0 para o Santos.

Nesta quarta-feira (4), na Academia de Futebol, o comandante assegurou o desejo de permanecer no clube e montar o elenco para ter um "time ainda mais forte" na próxima temporada.

"Tenho contrato até 2018. Quero poder neste ano fazer a montagem do ano que vem, que é o que gosto de fazer; eu, modéstia a parte, tenho feito boas montagens nos times que passo. Gosto de fazer", afirmou o treinador, que prevê um Palmeiras ainda mais forte.

"Quando faz uma montagem do início do ano, faz um perfil que você imagina, como aqui tem o diretor mais rápido que tive na vida, quero aproveitar um Palmeiras muito mais forte do que imaginamos para poder ganhar tudo o que puder ganhar", acrescentou.

O treinador palmeirense, entretanto, evitou falar sobre o planejamento para a próxima temporada. Cuca, ainda sem desistir da disputa pelo título brasileiro, disse que aguardará o término da competição para realizar a montagem do elenco para 2018.

"Essas coisas vão acontecer depois deste ano. Temos 12 jogos, aí concordo com Levir, tem que pensar nestes 12 jogos para pensar no futuro. Tem que fazer o melhor nestas 12 partidas finais pensando jogo a jogo", declarou o comandante palmeirense.

Para reforçar a ideia de que o planejamento se iniciará na próxima temporada, o treinador voltou ao assunto do sábado passado. Cuca se manifestou sobre o próprio futuro após ser questionado por uma fala do técnico Levir Culpi.

"O que me perguntaram lá: o Levir falou que não tinha como planejar 18 com 17 porque poderia sair após eliminação. Mesmo que tenha cinco ou dez anos de contrato, o futebol no Brasil é movido por resultado. Acaba o ano e você senta com o presidente. Mas pegam uma frase ou alguma coisa que não é inteira e passam a ser a tua notícia. Estava fazendo uma alusão à resposta do Levir. É assim que funciona."

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA