Elenco Santos
elenco santos

A eliminação do Santos nas quartas de final da Copa Libertadores da América ainda rende polêmicas na Vila Belmiro. O UOL Esporte apurou que a diretoria santista quitou uma dívida relacionada aos direitos de imagem um dia antes da decisão contra o Barcelona-EQU, no último dia 20, na Vila Belmiro.

A estratégia da cúpula alvinegra era motivar o elenco para o confronto, mas não deu certo. Isso porque os lideres do elenco entenderam que a diretoria não estava fazendo mais que a obrigação.

Aliás, a estratégia também foi utilizada um dia antes do primeiro jogo entre Santos e Barcelona, que ocorreu em Guayaquil, no Equador, no último dia 13. Na ocasião, a diretoria santista quitou a premiação do jogo em que o time eliminou o Atlético-PR nas oitavas de final da competição continental.

Neste caso, o Santos conseguiu um bom resultado ao empatar por 1 a 1 com o time equatoriano. O problema ocorreu no jogo de volta, quando a equipe santista perdeu por 1 a 0, gol de Jonathan Álvez.

O clima entre diretoria e elenco não é dos melhores. Grande parte da cúpula santista avalia que alguns jogadores tiraram o foco de dentro de campo no duelo contra os equatorianos ao reclamarem da diretoria por conta da logística da viagem para Guayaquil, no Equador.

Logo após a eliminação, os dirigentes conversaram entre eles por telefone e mensagens para avaliar o que aconteceu na fatídica derrota. A maioria poupou o técnico Levir Culpi, com algumas ponderações sobre a escalação, e descartou a demissão do treinador.

Unanimidade mesmo foi a bronca com alguns jogadores do elenco. Para eles, alguns atletas causaram uma polêmica desnecessária e "apagaram" até o brilho do bom resultado conquistado no Equador (1 a 1). Eles lembram, aliás, que o Palmeiras perdeu o jogo de ida lá nas oitavas de final. O capitão Ricardo Oliveira foi o representante do elenco na reclamação.

"Entendo que poderia ter sido bem melhor do que foi (logística). Nós já conversamos a respeito disso com a diretoria e eu posso falar, não em meu nome, mas em nome de todo o grupo. Nós sentimos bastante essa viagem, a gente sabe e entende da dificuldade do clube, mas acho que numa competição tão desejada como a

Libertadores, e a gente brigando também no Brasileiro, a gente querendo passar de fase na Libertadores, acho que um esforço de todo mundo é bem vindo", afirmou Ricardo Oliveira após o empate com o Barcelona em Guayaquil.

"Eu não estou dizendo que a diretoria não está fazendo esforço nenhum, mas a gente vai cobrar sim. Uma logística melhor, para a gente descansar mais, para a gente dar aquilo que eles esperam da gente. A gente sabe o peso da camisa que vestimos e a cobrança que iremos sofrer. Se tivesse perdido hoje aqui, a gente iria ser cobrado do mesmo jeito, se tivesse vencido, a gente falaria a mesma coisa porque a entrega em campo foi total de todos", completou.

Os dirigentes avaliam que os atletas que reclamaram da viagem não reagiram em campo no jogo de volta da Vila Belmiro, mesmo com o descanso no fim de semana. Eles ainda alegam que o Barcelona fez o mesmo itinerário para jogar no Brasil, com escala em Bogotá, na Colômbia.

A polêmica em relação a logística pode influenciar, inclusive, na renovação contratual de Ricardo Oliveira. O jogador tem uma proposta em mãos para estender o vínculo por mais uma temporada, sem reajuste salarial. Mas existe uma ala no clube que é favor de o presidente Modesto Roma recuar e não renovar com o experiente camisa 9.

Contato com a redação:
(62) 99625-9856

BUSCA