Hamilton, Verstappen e Ricciardio
verstapen

O holandês Max Verstappen venceu o GP da Malásia neste domingo (1º), seu primeiro triunfo no ano. O piloto da Red Bull ultrapassou Lewis Hamilton na quarta volta e não foi ameaçado ao longo da prova. Hamilton e Daniel Ricciardo completaram o pódio, em 2º e 3º colocados, respectivamente.

O excelente desempenho do holandês de 19 anos em Sepang foi ofuscado por Sebastian Vettel, que largou em último e terminou na quarta colocação.

Felipe Massa foi o nono colocado.

Vettel teve no sábado uma grande decepção quando seu motor não funcionou para o treino oficial. Com isso, o alemão teve de largar na última fila neste domingo. A chegada em quarto foi celebrada pela Ferrari.

Líder do Mundial, Hamilton ampliou para 34 pontos sua vantagem para o segundo colocado, Vettel (281 a 237 pontos). Bottas, em 3º, tem 222 pontos.

"A corrida foi difícil. A Red Bull teve a vantagem sobre nós", declarou Hamilton.

MASSA

Felipe Massa não conseguiu mostrar na corrida o ritmo que esperava ter. O brasileiro foi tocado por Esteban Ocon na primeira curva e só conseguiu ganhar uma posição na largada, ficando praticamente por toda a prova em uma briga interna com o companheiro Lance Stroll.

Os dois brigaram roda a roda e o canadense levou a melhor.

Na segunda parte, a briga do brasileiro foi com Esteban Ocon, que chegou a reclamar do comportamento do piloto da Williams via rádio.

"Ele fica me jogando para fora!", disse Occon.

PROVA

Na largada, Hamilton segurou a primeira posição, com as duas Red Bulls logo atrás. Sebastian Vettel largou em último (Kimi Raikkonen não largou com problemas no motor) e fez corrida de recuperação.

No fim da primeira volta, Vettel já aparecia na disputa no pelotão intermediário.

Hamilton foi para a corrida sem uma posição confiável da Mercedes, depois de mudar a configuração de seu carro no sábado de manhã, antes da classificação.

O inglês conseguiu uma inesperada pole position, mas ficou na ponta por apenas quatro voltas, sendo ultrapassado até com certa facilidade por Max Verstappen.

O holandês abriu 5 seg nas voltas seguintes.

Mais atrás, Valtteri Bottas vendeu caro a terceira posição, mas também não conseguiu resistir à pressão da outra Red Bull, de Daniel Ricciardo.

No fim do grid e com pneu macio para ficar mais tempo na pista, Vettel estava em 12º na segunda volta, perdeu algum tempo atrás do Alonso, mas fez várias ultrapassagens.

Com nove completadas, Vettel já era o nono lugar. Na volta 20, o alemão já disputava o quinto lugar, conquistando a posição na volta seguinte.

À frente de Vettel somente as Mercedes e Red Bull. O alemão ganhou a quarta colocação após Bottas retornar dos boxes.

A diferença de Vettel para o 3º, Daniel Ricciardo, era de 15 seg a 25 voltas do fim. Na volta 48 (de 56 ao todo), Ricciardo já via Vettel pelo retrovisor.

Vettel perdeu rendimento nas voltas finais e viu que não teria como atacar Riccardo. Após a bandeirada, o alemão sofreu acidente ao ser atingido já com o carro desacelerando.

"Eu fui por fora pela parte emborrachada e o Lance [Stroll] tentou fazer o mesmo, mas não me viu. Foi desnecessário", comentou Vettel.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA