Confusão na decisão da Copa do Brasil
tumulto multa
O Flamengo foi multado em R$ 40 mil nesta segunda-feira (18) pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por conta dos tumultos ocorridos no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro. Relatores e auditores abordaram o fato de que a Polícia Militar contou com um efetivo inferior ao que o evento necessitava. A instituição, inclusive, foi cobrada sobre isso durante o julgamento. Ainda assim, houve divergências sobre a responsabilidade do clube no processo.

O Flamengo havia sido enquadrado por tripla infração ao artigo 213, inciso I do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) por deixar de prevenir e reprimir desordens. A pena prevista era de multa que poderia variar entre R$ 100 e R$ 100 mil, por infração.

A Procuradoria também pediu ainda a aplicação do parágrafo 1º do artigo pela segunda infração e pela invasão de setores. Neste caso, o clube mandante poderia ser punido ainda com perda entre um a dez mandos de campo. Esta possibilidade, porém, foi afastada pelos julgadores após pedido da defesa rubro-negra.

O Flamengo respondeu pela confusão ocorrida na entrada do estádio. Através de vídeos, a Procuradoria destacou o momento em que algumas grades de separação foram derrubadas por torcedores que invadiram o Maracanã.

Já dentro do estádio, imagens deram conta de torcedores do time mandante quebrando a grade de proteção entre os setores Sul e Leste e invadindo outros setores. Na denúncia, a Procuradoria destacou que somente após cerca de 50 torcedores invadirem outro setor, a segurança conteve o restante.

Flamengo e Cruzeiro empataram por 1 a 1 no primeiro jogo da final da Copa do Brasil. O confronto decisivo será realizado no próximo dia 27, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão.

Contato com a redação:
(62) 9 9820-8895

BUSCA